Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O que é taxa de corretagem e como elas são cobradas?

23/07/2019 - 10:00

A taxa de corretagem nada mais é que um valor cobrado pelas instituições financeiras para realizar este trabalho de intermediação das operações de compra e venda de ativos na bolsa. Não a considerar na hora de fazer seus investimentos pode, inclusive, resultar em um impacto negativo na rentabilidade dos seus investimentos, dependendo da maneira como você opera no mercado.

André Bona explica o que é e como funciona a taxa de corretagem no mercado financeiro e como tomar decisões na hora de escolher as melhores taxas e as melhores instituições financeiras para fazer seus investimentos e operações na bolsa.

O que é taxa de corretagem?

A taxa de corretagem, como você já sabe, é uma quantia cobrada por bancos e corretoras de valores por cada negociação de compra e venda de ativos no mercado financeiro.

Cada instituição financeira possui suas próprias regras em relação às cobranças – incluindo os valores das taxas de corretagem cobradas. Seja qual for o caso e o valor cobrado, a taxa de corretagem sempre incidirá sobre as operações realizadas pelo investidor.

E é exatamente por isso que o investidor deve sempre saber como e quanto será cobrado de taxa de corretagem pelo banco ou corretora onde realiza suas operações na bolsa de valores. Afinal, quanto maior for o custo de corretagem, maior tende a ser o impacto na rentabilidade da operação.

Como as taxas de corretagem são cobradas?

No mercado brasileiro, existem diferentes formas de se cobrar uma taxa de corretagem – que pode ser fixa, variável ou mista. Confira a seguir como funciona cada uma destas cobranças na prática:

Valor fixo

Um dos tipos mais comuns de cobrança atualmente, as taxas de corretagem com valor fixo permitem ao investidor pagar uma quantia fixa de corretagem – independente da quantia movimentada na operação. Isso significa, por exemplo, que uma compra de ação de R$ 1 mil pode ter a mesma taxa de corretagem de uma compra de R$ 100 mil.

Valor variável

Neste tipo de cobrança, o valor de corretagem a ser pago pelo investidor varia de acordo com o montante investido por ele. Nesta situação, portanto, seria possível acompanhar uma importante diferença nas taxas cobradas pelas operações e R$ 1 mil e R$ 100 mil – uma vez que o pagamento da corretagem seria proporcional ao valor negociado.

Valor fixo + porcentagem

As instituições financeiras também costumam utilizar o formato de cobrança de valor fixo acrescido de porcentagem sobre o valor negociado para as taxas de corretagem. Este é o formato de cobrança mais comum sobre as operações que são realizadas fora do home broker do investidor – via telefone e mesas e operações, por exemplo.

Incidência de ISS

É importante que o investidor saiba também que existe a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre a taxa de corretagem. Existem instituições que já consideram o ISS ao divulgar suas taxas de corretagem – fazendo com que o valor divulgado ao investidor seja, de fato, o valor que constará na nota de corretagem.

Outras instituições, no entanto, divulgam seus valores de taxa de corretagem sem considerar o ISS sobre este custo – o que resulta em um pagamento adicional por parte do investidor, que precisará custear também o imposto sobre a taxa de corretagem. Se a cobrança do imposto for de 5% sobre uma taxa de corretagem de R$ 100,00, por exemplo, o investidor deverá arcar com mais R$ 5,00.

Conheça o plano de corretagem regressiva do BTG Pactual digital e abra sua conta.