Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Necton divulga Top 10, dividendos e small caps de janeiro

Diana Cheng - 02/01/2019 - 16:44

A Necton publicou o relatório com as carteiras Top 10, de dividendos e small caps para o mês de janeiro nesta quarta-feira (2). Segundo Andre Perfeito, economista-chefe, e Glauco Legat, analista-chefe, o começo de 2019 irá apresentar diversas dificuldades para além do cenário econômico local.

Fique preparado para 2019 com as melhores recomendações de investimentos

Com as curvas de juros norte-americanas ficando equivalentes, ou seja, os juros de maturidades diferentes com o mesmo valor nominal, o mercado não consegue mais precificar o risco. Somam-se a isso a tensão comercial entre os Estados Unidos e a China, que continua sendo um dos principais motivos para a volatilidade do mercado, a elevação da taxa de juros do FED e a expressiva queda das commodities.

Quanto à dinâmica em terreno nacional, Perfeito e Legat fazem projeções para o ano: “Esperamos que a dinâmica política resulte em fortes movimentações da bolsa, norteada principalmente pela aprovação da reforma da previdência e o desenrolar das propostas de reformas estruturais, como a reforma tributária e o plano de privatizações de empresas estatais, que devem ser discutidas no novo Congresso, e são de extrema importância para que o cenário otimista possa se consolidar”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Top 10

Para a carteira Top 10, a corretora optou por retirar as ações da Bradespar (BRAP4) e dar entrada às ações da BR Distribuidora (BRDT3). “A BR Distribuidora é a maior empresa do setor de distribuição de combustíveis, mas apresenta margens piores. Com isso, um incremento na eficiência deve gerar ganhos positivos nas margens da companhia”, afirma a corretora. Outra ponto considerado é a possibilidade de privatização da empresa, o que, de acordo com a Necton, será muito benéfico para a companhia, com ganhos de governança e de produtividade.

A rentabilidade da carteira em dezembro foi de -1,44%, conseguindo superar ligeiramente o resultado do Ibovespa, de -1,9%.

Dividendos

A corretora não realizou nenhuma alteração em sua carteira de dividendos.

O retorno acumulado de maio de 2018 a dezembro de 2018 foi de 4,7% contra os 6,6% do Índice Dividendos (IDIV).

Small caps

Na carteira Small Caps, a Linx (LINX3) foi substituída pela Queiroz Galvão Participações (QGEP3). “Apesar do controlador final da companhia se tratar do Grupo Queiroz Galvão Engenharia, que se encontra amplamente envolvido em escândalos de corrupção junto a entes públicos, destacamos que a QGEP não está envolvida em nenhum escândalo, não participa do processo de reestruturação financeira do grupo e também é listada no Novo Mercado da B3. Assim, o ativo se mostra uma das poucas ‘joias da coroa’ do Grupo Queiroz Galvão, sendo passível de alienação”, explica a Necton.

O retorno acumulado até dezembro foi de 25,6% contra os 1,5% do SMAL11.

Última atualização por Gustavo Kahil - 02/01/2019 - 16:44