Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Mirae troca BB, Gerdau Met. e Ultrapar por Bradesco, Fleury e Minerva para a semana

Investing.com Brasil - 22/07/2019 - 11:18
Mirae Asset divulgou carteira recomendada realizando três substituições (Imagem: Bradesco)

Por Investing.com 

A Mirae Asset divulgou na manhã desta segunda-feira a carteira recomendada de ações para a semana que se encerra no dia 26 realizando três substituições. Deixam o portfólio os papéis da do Banco do Brasil (BBAS3), Gerdau (GGBR4) Met. e Ultrapar (UGPA3), dando espaço os ingressos de Bradesco (BBDC4), Fleury (FLRY3) e Minerva (BEEF3).

Na semana passada, as recomendações da corretora tiveram resultado negativo de 1,42%, contra perdas de 0,44% do Ibovespa no mesmo período. O destaque positivo ficou para Vale (VALE3) com valorização de 1,76% e o negativo para a Cemig (CMIG4), que acumulou perdas de 4,10%.

Novamente os investidores terão sua atenção voltada a qualquer sinalização que possa surgir sobre os bancos centrais cortarem juros. A safra de resultados corporativos segue no exterior e a qualidade destes números também será determinante para a tomada de decisões dos presidentes dos bancos centrais se anteciparem a uma piora do cenário econômico.

Os resultados do 2T19 começam a ser divulgados também aqui no Brasil e nesta semana teremos os números do Bradesco, Santander (SANB11), Ambev (ABEV3), BR Distribuidora (BRDT3), Carrefour (CRFB3), Pão de Açúcar, Usiminas (USIM5), Fleury, entre outros.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Na agenda econômica os destaques ficam com a reunião do Banco Central Europeu na quinta-feira, quando o presidente Mário Draghi poderá iniciar corte de juros na Zona do Euro e na sexta-feira sai à revisão do PIB do 2T19 nos EUA.

Aqui fica a expectativa do anúncio oficial por parte do governo para o pacote de liberação de recursos de FGTS para contas ativas, que se estima que possa liberar valores próximos a R$ 40 bilhões na economia doméstica.

Composição: Bradesco, Cemig, EDP (ENBR3) do Brasil, Fleury, Itaú Unibanco (ITUB4), Minerva Foods, Grupo Pão de Açúcar (PCAR4), Petrobras (PETR4), Usiminas e Vale.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 22/07/2019 - 11:32