Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Minério de ferro avança 1,73% na bolsa chinesa de Dalian

14/11/2019 - 9:00
Minério de Ferro
Minério de ferro em alta de 1,73 nesta quinta-feira na bolsa de Dalian (Imagem: Bloomberg)

Por Investing.com

A quinta-feira foi de mais uma jornada com importante valorização para os contratos futuros do minério de ferro, que são transacionados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China.

O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para janeiro de 2020, somou 1,73% para 618,50 iuanes por tonelada, o que representa uma variação de 10,50 iuanes em relação aos 608,00 iuanes/t do valor de liquidação da véspera.

No mesmo sentido, as cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço também apresentaram valorização na sessão, na bolsa de mercadorias da também chinesa cidade de Xangai.

O contrato de maior liquidez, com entrega para janeiro do próximo ano, ganhou 69 iuanes para 3.511 iuanes por tonelada. Já o de maio de 2020, segundo mais negociado, valorizou 75 iuanes para 3.335 iuanes por tonelada.

Os mercados de ações da China se recuperaram de mínimas em seis semanas e terminaram em alta nesta quinta-feira, depois de dados mostrando desaceleração mais acentuada da atividade industrial em outubro reforçarem expectativas de que Pequim anuncie novas medidas para apoiar o crescimento econômico.

O crescimento da produção industrial da China desacelerou significativamente mais do que o esperado em outubro, com a fraqueza na demanda global e doméstica e a prolongada guerra comercial com os Estados Unidos pesando sobre amplos segmentos da segunda maior economia do mundo.

A produção industrial cresceu 4,7% em relação ao ano anterior em outubro, segundo dados oficiais divulgados na noite de quarta-feira, abaixo da mediana das previsões de pesquisa da Reuters (+5,4%) e do resultado de setembro (+5,8%).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 14/11/2019 - 9:00