Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Minério de ferro amplia perdas na China com projeções pessimistas da BHP

Reuters - 21/08/2019 - 8:19
Mineração
Cotação da commoditie cai e atinge menor marca em 10 semanas (Imagem: Pixabay)

Os futuros do minério de ferro na China caíram ao menor nível em 10 semanas nesta quarta-feira, após a gigante da mineração BHP ter apresentado perspectivas pessimistas para os preços das matérias-primas utilizadas na fabricação de aço.

O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de Dalian, para entrega em janeiro de 2020, caiu pela quinta sessão consecutiva, fechando em retração de 4,3%, a 589,50 yuans, o mais fraco fechamento desde 10 de junho. Ele chegou a cair 5,4% durante a sessão.

A BHP, maior mineradora do mundo, alertou sobre riscos à economia global, como a guerra comercial EUAChina, que podem impactar a demanda por importantes commodities, incluindo o minério de ferro.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A BHP espera que os preços de referência para as matérias-primas do aço sejam menores no ano financeiro 2020 frente a 2019, embora a empresa tenha dito que os preços devem seguir acima dos custos marginais de longo prazo devido a problemas de oferta globais.

As condições de embarques marítimos de minério de ferro para o restante de 2019 e o próximo ano são “altamente incertas, tanto no agregado quanto em termos de perfil de qualidade”, disse a BHP em suas últimas projeções sobre a economia e commodities.

“(A projeção da BHP) sugere que o mercado pode ver volatilidade considerável nos preços à frente, à medida que continua a se ajustar aos problemas de oferta”, disse a ANZ Research em nota.

Os embarques de minério de ferro para a China caíram após um desastre em uma mina da Vale no Brasil em janeiro e um ciclone na Austrália, enquanto siderúrgicas chinesas continuaram a aumentar a produção, levando os preços spot da matéria-prima a máximas em cinco anos nos últimos meses.

Mas os preços recuaram nas últimas semanas, com a recuperação dos embarques para a China e com uma demanda sazonal fraca por aço, além de cortes de produção, mas as cotações seguem bem acima dos níveis de 2018.

Na bolsa de Cingapura, o contrato do minério de ferro para setembro de 2019, o mais ativo, caiu 5,8%, para 81,42 dólares por tonelada.

No aço, o contrato do vergalhão para construção na bolsa de Xangai caiu 1,1%, para 3.686 yuans por tonelada.

Última atualização por Lucas Simões - 21/08/2019 - 8:19