Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Millennials dos EUA dormem e se socializam mais do que gerações anteriores

Bloomberg - 17/10/2019 - 13:47
O relatório mostra como várias faixas etárias usam o tempo para oferecer um retrato dos millennials em relação a outras gerações, com base em dados de 2017 (Imagem: Pixabay)

O millennial pode dormir mais e passar mais tempo jogando do que as gerações mais velhas, mas tem maior nível de escolaridade, segundo nova pesquisa do governo dos EUA.

Os millennials, ou a geração nascida entre 1981 e 1996, passam cerca de 20 minutos a mais por dia dormindo, e o dobro do tempo em jogos do que as gerações mais velhas, de acordo com relatório do Departamento de Estatística do Trabalho divulgado na quarta-feira. Ao mesmo tempo, aproximadamente metade dos jovens tem pelo menos um diploma de bacharel em comparação com cerca de 30% das pessoas mais velhas, segundo o relatório preparado pela economista Michelle Freeman.

O relatório mostra como várias faixas etárias usam o tempo para oferecer um retrato dos millennials em relação a outras gerações, com base em dados de 2017. Embora algumas descobertas não sejam muito surpreendentes (pessoas mais jovens passam mais tempo com os filhos em casa – provavelmente as próprias – e têm menos probabilidade de se casarem, enquanto gerações mais velhas passam mais tempo relaxando já que muitas se aposentaram), outros dados foram mais reveladores.

Os millennials que fazem trabalho voluntário e se envolvem em atividades religiosas passam as mesmas horas por dia nessas atividades quanto pessoas da Generation X, Baby Boomers, Silent Generation e a chamada Greatest Generation (nascidos na época da Primeira Guerra Mundial). Mas uma parcela menor dos millennials de fato participa dessas atividades. Em termos de voluntariado, 7,1% dos americanos mais velhos fazem isso diariamente, cerca do dobro da taxa de millennials.

Outra constatação interessante: embora cerca de 40% das pessoas das gerações mais velhas não estejam empregadas (muitas delas provavelmente na idade de se aposentar ou posterior), as que trabalham gastam quase tanto tempo quanto os millennials nessas atividades todos os dias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Também há uma diferença na aparência dos millennials. É mais provável que sejam asiáticos, hispânicos ou latinos; esses grupos representam mais de 25% da população de millennials, e cerca de 17% dos idosos. Há uma parcela maior de mulheres entre as gerações mais velhas, em grande parte um fator de saúde, pois as mulheres tendem a viver mais do que os homens.

Leia mais sobre: Bloomberg, Carreiras, EUA, Internacional

Última atualização por Vitória Fernandes - 17/10/2019 - 13:47