Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Michigan aprova licença de banco focado em clientes LGBT

Bloomberg - 10/09/2019 - 15:00
Agora, grandes segmentos corporativos dos EUA anunciam apoio aos direitos LGBT, e centenas de empresas aderiram às leis federais e estaduais para oferecer proteção igualitária à comunidade

Lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros precisam de um banco próprio? A Superbia Credit Union está prestes a descobrir.

Na segunda-feira, o estado de Michigan aprovou a licença para a nova instituição financeira pensada para clientes LGBT, o que abre caminho para o serviço on-line começar a ser oferecido no início de 2020.

A Superbia Credit Union oferecerá produtos que muitas vezes estão fora do escopo de um banco mais tradicional, como empréstimos para pessoas trans no processo de transição, disse Myles Meyers, fundador da Superbia Services, com sede em Nova York, que criou a cooperativa de crédito.

“Posso entrar em um banco ou cooperativa de crédito e solicitar um empréstimo ou cartão de crédito ou conta poupança e, francamente, não há problema”, disse Meyers. “Se eu for para a mesma instituição com meu marido, podemos encontrar respostas distintas e uma recepção diferente. É aí onde tudo começa a mudar para a comunidade.”

Agora, grandes segmentos corporativos dos EUA anunciam apoio aos direitos LGBT, e centenas de empresas aderiram às leis federais e estaduais para oferecer proteção igualitária à comunidade. A maioria dos americanos afirma apoiar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Mas a legislação ainda protege quem discrimina consumidores LGBT na maioria dos estados dos EUA, e pesquisas mostram que casais homossexuais enfrentam obstáculos no setor bancário, independentemente da geografia. Um casal do mesmo sexo tem menos probabilidade de conseguir a aprovação de um empréstimo, por exemplo. E, quando consegue, paga mais pelo financiamento.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Existe um incentivo financeiro para focar em clientes LGBT mais diretamente ao oferecer serviços bancários. O poder de compra combinado da população adulta de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros dos EUA foi estimado em US$ 987 bilhões em 2017, segundo dados da Witeck Communications.

Com o estatuto em vigor, a Superbia formará um conselho e começará a contratar executivos. Além da cooperativa de crédito, a Superbia Services também planeja oferecer produtos como seguros, assistência médica e gestão do patrimônio personalizados especificamente para clientes LGBT, disse Meyers.

Leia mais sobre: Bancos, Bloomberg, Empresas, Internacional

Última atualização por Vitória Fernandes - 10/09/2019 - 15:00