Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Mercado “vence no 1º turno” e dispara; dólar vai a R$ 3,76

Gustavo Kahil - 08/10/2018 - 18:12
(Foto: BB Investimentos)

A grande derrota da esquerda no 1º turno das eleições gerais neste domingo (7) se traduziu em uma enorme vitória para o mercado. O Índice Bovespa subiu 4,60%, alcançando novo nível recorde máximo de 3 meses. O par USD/BRL retrocedeu 1,98% para 3,7650, enquanto o par EUR/BRL recuou 2,22%, para R$ 4,3276. O mercado parece começar a por na conta a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

A consultoria política internacional Eurasia avalia que o candidato do PSL tem 75% de chance de se tornar o próximo presidente, em relatório enviado a clientes. Ele ficou com 46,04% dos votos válidos, contra 29,24% do concorrente no segundo turno. O BTG Pactual já projeta uma valorização do Ibovespa para 105 mil pontos com a eventual eleição de Bolsonaro. o índice fechou hoje a 86.080 pontos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

De acordo com um relatório do Credit Suisse assinado por Leonardo Fonseca  e Lucas Vilela, o enfraquecimento da esquerda está cada vez mais evidente: em relação ao ano de 2014, as cadeiras no Senado que pertenciam a políticos de esquerda caíram de 29 para 21, enquanto o número de senadores de partidos de direita foi de 11 a 18.

Continua depois da publicidade

Além diso, segundo a LCA Consultores, a bancada BBB (boi, bala, Bíblia) será mais forte do que a atual. “Tudo indica que as bancadas de partidos potencialmente mais próximos a Bolsonaro serão maiores do que se esperava”, destaca a análise.

Desempenho

A melhor performance da sessão veio das ações da Gol (GOLL4), que subiram 18,55%, o que corresponde a 2,30 pontos, sendo negociadas a 14,70 no fechamento do pregão. Enquanto isso, as ações da Eletrobras (ELET6) adicionaram 18,31%, ou 4,14 pontos, terminando o dia em 26,75, e as ordinárias (ELET3), que avançaram 17,33%, ou 3,25 pontos, no final das operações com 22,00.

O pior desempenho da sessão foi das ações da Bradespar (BRAP4), que caiu 1,60% ou 0,56 pontos, com os papéis sendo negociados a 34,42 em seu fechamento. Gerdau (GGBR4) recuou 1,20%, ou 0,19 pontos, terminando em 15,61, e Klabin (KLBN11) diminuiu 0,93%, ou 0,17 pontos, para 18,16.

As ações em alta superaram os papéis com resultados negativos na Bolsa de valores de BM&FBovespa com uma diferença de 291 a 184, enquanto 32 terminaram sem alterações. O CBOE Brazil Etf Volatility, que mede a volatilidade implícita das opções do índice Bovespa, devolveu 16,67%, para 46.38.

Os contratos futuros de ouro para entrega em dezembro, caíram 1,16%, ou 14,00, para $1.191,60 por onça troy. Em outras commodities, petróleo para entrega em novembro, recuou 0,12%, ou 0,09, para atingir $74,25 por barril, enquanto os futuros de café contrato C para entrega em dezembro, avançaram 2,59%, ou 2,82, negociados a $111,90

Leia mais sobre: Mercados

Última atualização por Gustavo Kahil - 08/10/2018 - 18:14