Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Mercado de franquias fatura R$ 43,1 bilhões no 2º trimestre, revela ABF

Diana Cheng - 13/08/2019 - 13:01
A receita acumulada do setor nos últimos 12 meses apresentou alta de 6,9%, passando de R$ 168,3 bilhões para R$ 179,9 bilhões (Imagem: Divulgação/Redes Sociais Cacau Show)

O mercado de franquias apresentou um crescimento nominal de 5,9% no segundo trimestre deste ano ante o mesmo período de 2018 e faturou R$ 43,1 bilhões, de acordo com a Pesquisa Trimestral de Desempenho do Setor, desenvolvida pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Já na comparação semestral, o aumento foi de 6,4%, tendo o segmento fechado em R$ 84,5 bilhões.

O presidente da ABF, André Friedheim, diz que, apesar do segundo trimestre ter se caracterizado como um período de mais cautela por parte dos investidores e consumidores em decorrência da reforma da Previdência, foi um bom período para o mercado de franquias.

“Os dados mostram que o setor de franquias manteve sua trajetória gradativa de crescimento, grande parte em virtude dos seus fundamentos básicos, como trabalho em rede, ganhos em escala, marcas consolidadas, treinamento contínuo, dentre outros fatores”, explica Friedheim.

Continua depois da publicidade

A receita acumulada dos últimos 12 meses apresentou alta de 6,9%, passando de R$ 168,3 bilhões para R$ 179,9 bilhões.

Unidades em operação

Entre abril e junho de 2019, o volume de unidades de franquias em operação chegou em 159,6 mil.

Marcelo Maia, diretor executivo da associação, acredita que a expansão é “fruto do aumento da confiança empresarial com a definição eleitoral, que ocorreu principalmente no último trimestre de 2018 e no primeiro de 2019”.

Empregos

O número de trabalhadores registrados no setor subiu 10% no segundo trimestre. De 1,2 milhão foi para 1,3 milhão.

Continua depois da publicidade

“A principal razão para a alta das contratações deriva do reaquecimento da expansão das redes de franquias pelo país no período”, comenta Friedheim.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Segmentos

Os 11 segmentos elencados pela ABF apresentaram crescimento na mesma base comparativa trimestral, com destaque para Serviços e Outros Negócios, que registrou alta de 8,9%.

O segmento Serviços Educacionais vem em seguida, tendo crescido 8,7%, puxado principalmente pelos investimentos em novos modelos de negócios.

Continua depois da publicidade

Comunicação, Informática e Eletrônicos apresentou crescimento de 8,5%. Saúde, Beleza e Bem-Estar, com 6,6%, ficou em quarto lugar, seguido por Casa e Construção, que obteve alta de 6%.

Na análise semestral, o melhor desempenho ficou para o segmento Serviços e Outros Negócios lidera, com 9,3%, seguido de Casa e Construção e Comunicação, Informática e Eletrônicos, ambos com 9,1%.

Regiões

O movimento das franquias para além do eixo Rio/São Paulo mantém sua trajetória, apresentando maior participação em termos de faturamento e expansão de unidades nas regiões Sul (9,7% para 10,3% em faturamento), Nordeste (13,6% para 13,9%) e Centro Oeste (8,4% para 8,6%).

“As redes continuam a cultivar sua estratégia de buscar novos mercados e consumidores, aumentando sua capilaridade”, afirma Maia. “O Brasil é um país muito grande, com várias ilhas de prosperidade nem sempre tão conhecidas. Esses mercados, de forma geral, apresentam menos concorrência, custos menores e um consumidor ávido por grandes marcas, sendo uma ótima oportunidade para o setor”.

Continua depois da publicidade

Projeções

A associação decidiu revisar a projeção de crescimento do franchising neste ano para 7% em faturamento. Para o número de redes, unidades e empregos, as estimativas foram mantidas – 1%, 5% e 5%, respectivamente.

Leia mais sobre: ABF, Comércio, Economia, Empresas, Franquias

Última atualização por Diana Cheng - 13/08/2019 - 13:04