Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Mercado de ações: Onde há fumaça…

Opinião - 22/06/2019 - 17:00
A chave para um investimento bem-sucedido é poder observar as tendências, entender o que está nas entrelinhas e ser capaz de identificar empresas que gostamos de chamar de “game changers”

Por Jose Rafael Rabello, da Agora Financial

Caro leitor,

Comprar e vender ações de empresas de tecnologia pode ser algo extremamente lucrativo.

Continua depois da publicidade

Por outro lado, trata-se de um mercado bastante volátil por conta das reviravoltas que podem ocorrer no meio do caminho.

A chave para um investimento bem-sucedido é poder observar as tendências, entender o que está nas entrelinhas e ser capaz de identificar empresas que gostamos de chamar de “game changers”.

Trata-se de empresas que oferecem algo único, mas ao mesmo tempo universal. Algo que possa ser uma ótima oportunidade de curto prazo, mas com potencial ainda maior no longo prazo.

São empresas que, literalmente, mudam o jogo e suas regras.

A Apple, por exemplo.

Há pouco mais de uma década atrás era negociada por algumas dezenas de dólares…

Mas depois de revolucionar a indústria da música, da telecomunicação e dos computadores pessoais, chegou a valer US$240 dólares por ação.

Computador da Apple
(Imagem: Pixabay)

As janelas de oportunidade para se obter grandes ganhos com tecnologias disruptivas são raras e, usualmente, muito rápidas.

Idealmente, queremos capturar os ganhos desde as fases iniciais de preparação ou, se não for possível, ao menos antes da fase de ampla adoção, quando todo o retornou potencial já se materializou.

Sob esse aspecto, percebo que os investidores já estão começando a se animar com a próxima tendência…

E assim como todos os outros aparatos tecnológicos que foram lançados nas últimas décadas, o desejo dos consumidores por esse novo brinquedinho poderá ser incontrolável.

Estou falando de dispositivos de realidade virtual e realidade aumentada.

O burburinho sobre novos lançamentos está aumentando.

E onde há fumaça… há fogo!

O melhor e mais importante dessa história é que, como investidores, ainda podemos comprar alguns dos principais nomes deste setor a preços bastante convidativos.

O desafio está lançado. Cabe a cada um decidir se irá acompanhar esses raros movimentos de longe ou se irá aproveitá-los para acumular riqueza e construir patrimônio.

Estou falando de pequenos investimentos com potencial para garantir uma tranquilidade financeira lá na frente.

O futuro começa hoje!

O termo realidade virtual tem sido usado por décadas.

Refere-se à tecnologia capaz de explorar e oferecer experiências imaginárias, mas de maneiras bastante realistas.

Durante todo esse tempo, porém, a tecnologia não correspondeu à expectativas.

Desconfortáveis, caros ou pouco convincentes… esses são apenas alguns dos motivos pelos quais a nova mania não decolou como se imaginava em um primeiro momento.

Exclusivo! Cadastre-se para receber um dia antes a Carteira Money Times - O Consenso do Mercado

Mas você já imaginou poder assistir a um evento ao vivo e sentir-se como se estivesse presente? Assistir a um show ou evento esportivo nunca mais seria a mesma coisa.

O que dizer então da possibilidade das pessoas reviverem momentos da sua própria vida em realidade virtual? Voltar no tempo e poder recordar o dia do seu casamento ou o nascimento de seu filho com direito à todas emoções e sentidos.

Essas seriam algumas das dezenas de aplicações para esse recursos.

No topo da realidade virtual, contudo, há um mercado ainda mais superlativo que combina a realidade virtual com o mundo real.

É o conceito de realidade aumentada.

Os exemplos mais conhecidos deste gênero são o Google Glass ou o jogo que alcançou o mundo inteiro, Pokémon GO.

Mas esses são modelos primitivos de realidade aumentada.

Imagine olhar para um objeto e receber instantaneamente informações sobre ele. Algo parecido com o que vemos nos filmes de ficção.

Pode parecer absurdo… mas quantas outras coisas também não eram consideradas absurdas ou inviáveis há 5, 10 ou 15 anos atrás?

Em um determinado momento, porém, a tecnologia se torna disponível e instrumento para que outras sejam implementadas.

Entendo que, novamente, estamos diante de mais um desses momentos de inflexão em que a imaginação e a realidade se encontram.

E não são poucas as empresas que estão trabalhando silenciosamente nos bastidores nesse campo.

As possibilidades são variadas. Blue chips, microcaps, empresas já consolidadas ou boas apostas. Tem opção para todo gosto.

A equipe do Money Connection está atenta ao que está acontecendo por aqui e já fez uma primeira sugestão. Outras certamente virão.

A única opção que você não tem é ficar de fora.

Última atualização por Vitória Fernandes - 21/06/2019 - 18:27