Últimas Notícias Cotações Governo Bolsonaro Comprar ou Vender Empresas Economia
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Marisa cai mais de 7% após ver prejuízo líquido crescer no segundo trimestre

Investing.com Brasil - 10/08/2018 - 16:48

Por Investing.com – As ações da Lojas Marisa (AMAR3) recuam 7,54% a R$ 4,54 nesta sexta-feira, liderando as perdas do índice Small Caps na bolsa paulista, em sessão bastante negativa no pregão como um todo e tendo no radar o balanço do segundo trimestre, com prejuízo líquido consolidado subindo a 37 milhões de reais, ante 24,4 milhões de reais no mesmo período de 2017.

A companhia divulgou receita operacional líquida do varejo de 532 milhões de reais entre abril e junho, queda de 2,8 por cento ano a ano, com as vendas no conceito mesmas lojas recuando 2,6 por cento na mesma base comparativa. A margem bruta caiu para 51,9 por cento ante 53,5 por cento um ano antes. A alavancagem medida pela relação dívida líquida/Ebitda subiu a 2,8 vezes, de 2,5 vezes no segundo trimestre de 2017.

Para a Coinvalores, os números da Marisa vieram novamente fracos. Os analistas destacam que a companhia, por mais um trimestre, reportou fraco desempenho, com queda 3,1% em sua receita líquida, refletindo os menores números tanto na receita de varejo quanto de produtos financeiros, com redução de 2,8% e 4,0%, respectivamente, por conta do menor fluxo de clientes em dias de jogos da Copa e também durante a greve dos caminhoneiros, além das temperaturas mais amenas no início do inverno, que pressionam as vendas de roupas pesadas.

Mesmo que a companhia tenha reportado queda nas receitas e pressão na margem bruta, o controle das despesas e o reconhecimento de créditos tributários mais que compensaram fazendo com que o EBITDA do período viesse maior 12% em comparação ao 2T17. Contudo, a Marisa encerrou o trimestre com elevação em seu prejuízo líquido maior que o reportado no mesmo período de 2017.

Tal variação está relacionada à elevação em suas despesas financeiras. A companhia também reportou elevação em sua alavancagem, passando de uma dívida líquida/EBITDA de 2,5x que já era alta, para 2,8x no 2T18.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Marisa, Mercados, Resultados
Últimas Notícias