Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

KBB Brasil: Os 10 carros mais e menos depreciados do 1º semestre

Diana Cheng - 31/07/2019 - 13:40
No semestre, a venda de automóveis e comerciais leves registrou crescimento de 10,8% ante o primeiro semestre do ano passado

A KBB Brasil, site de precificação de carros novos e usados, realizou o levantamento dos 10 carros mais e menos depreciados no primeiro semestre do ano.

Os seis primeiros meses de 2019 foram bons para o mercado automotivo, de acordo com a Fenabrave. No período, a venda de automóveis e comerciais leves registrou crescimento de 10,8% ante o primeiro semestre do ano passado.

Baseando-se em veículos com ano/modelo 2019, vendidos como 0 km entre janeiro e junho deste ano e que já possuíam ofertas no mercado de seminovos em janeiro, o estudo da KBB teve mais de 400 versões analisadas.

O conceito aplicado, com uso de Big Data, foi o de depreciação por modelo, levando em consideração um índice ponderado que atribui pesos diferentes às versões, conforme seu volume de vendas. A depreciação usa o valor do veículo 0 km em um período determinado em relação a seu atual valor residual, considerando o mesmo ano/modelo sem o mesmo rigor de sua definição contábil.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Confira a seguir os modelos com maior e menor depreciação no semestre:

Menos depreciados

O Peugeot 5008 foi considerado o menos depreciado no período, com taxa de 0,59%. O modelo é seguido pelo Hilux e pelo Yaris Hatch, ambos da Toyota, com quedas de 1,92% e 2,01%, respectivamente.

Golf e Fox, da Volkswagen, apresentaram taxa de depreciação de, respectivamente, 2,27% e 2,65%. O modelo L-200 Triton, que apresentou depreciação de 2,72%, marca a presença da Mitsubishi no ranking, seguido pelo XC60, da Volvo, com taxa de 2,72% no período. O Mercedes-Benz Classe A depreciou 3,23% após o primeiro ano.

Os veículos de luxo Porsche 911 Turbo e Porsche Cayenne fecham a lista dos menos depreciados – 3,43% e 3,44%, respectivamente.

Mais depreciados

A FIAT e a Ford foram as fabricantes que mais apresentaram modelos com maior taxa de depreciação.

O Toro foi o que mais depreciou no primeiro semestre, com 18,06%, seguido pelo Strada, com 17,83%.

O Focus Fastbak, o Focus e o KA Sedan, todos da Ford, tiveram depreciação de, respectivamente, 17,76%, 16,18% e 15,91%.

O Weekend, também da Fiat, ficou em 6º lugar, com taxa de 15,47%. A Renault, com o seu modelo Duster Oroch, também compõe a lista, com 14,73%.

O Ford Ranger caiu 14,70% em preço, o Citroen AirCross perdeu 14,48% e o Grand Siena apresentou taxa de 14,35%.

Última atualização por Diana Cheng - 31/07/2019 - 13:40