Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ivan Sant’Anna: Por que a Bolsa caiu?

Opinião - 08/10/2019 - 10:31
Existem diversas razões para que o mercado de ações desabe: A óbvia, a oculta, a técnica e a indeterminada (Imagem: Bloomberg)

Por Ivan Sant’Anna, autor das newsletters de investimentos Warm Up Inversa e Os Mercadores da Noite

Caro leitor,

Por volta das 17:15 de ontem, o Ibovespa despencava quase dois mil pontos (1.987), praticamente dois por cento (1,93%).

Lendo o boletim virtual de um banco, vi a seguinte explicação: “A Bolsa de Valores de São Paulo está caindo por causa do agravamento da crise comercial entre os Estados Unidos e a China”.

Outro informativo deu conta de divergências entre o chairman do Fed, Jerome Powell, e o presidente Donald Trump a respeito do ritmo da queda das taxas de juros nos Estados Unidos.

Conversa fiada. Se os motivos do tombo de São Paulo fossem esses, Nova York estaria caindo na mesma proporção. No entanto, no exato momento em que escrevo estas linhas, 17:27, a Ibovespa afunda 1,88% e Nova York, suaves 0,36%.

+EUA versus China. Um choque comercial sem precedentes entre as duas maiores economias do mundo prenuncia um 2020 de instabilidade. Ouça aqui o podcast do Marink Martins.

Existem diversas razões para que o mercado de ações desabe:

– A óbvia

– A oculta

– A técnica

– A indeterminada.

Vou dar um exemplo para cada uma delas.

Óbvia – Joesley Day. Quando, em maio de 2017, foi divulgada a gravação da conversa do presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista na garagem do palácio Jaburu, afastando qualquer possibilidade de que a reforma da Previdência fosse feita no governo anterior, o Ibovespa fechou na maior queda em quase nove anos.

Nessa oportunidade, o índice chegou a desmilinguir 10,47%, acionando o circuit breaker. As negociações foram suspensas por meia hora.

Oculta – Aconteceu alguma coisa importante mas só alguns insiders ficaram sabendo. Por exemplo (atenção: isso é apenas um exemplo): durante um convescote no fim de semana, o ministro Paulo Guedes teria dito para um amigo:

“Estou de saco cheio do Congresso. Na hora que me der na telha dou no pé. Não nasci para lamber botas de políticos. E o Jair não ajuda em nada”. Atenção, atenção, atenção, isso foi só um exemplo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Técnica – o Ibovespa rompeu um suporte importante nos gráficos. Ondas de venda se sucederam, provocando o arrombamento de outros suportes e assim por diante.

Isso sucedeu na Bolsa de Valores de Nova York no pregão de sexta-feira de 16 de outubro de 1987. Na segunda, 19 (Black Monday), o Dow Jones caiu 22%, mais de um quinto de seu valor. Só parou de cair quando Alan Greenspan, que assumira recentemente a presidência do Fed, inundou o mercado de liquidez.

Indeterminada – Após subir durante dois anos e meio, o IBV (índice da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro), no inverno de 1971, tomou rumo sul e nele permaneceu por quase uma década. Isso não impediu o milagre econômico que veio a seguir.

Última atualização por Vitória Fernandes - 08/10/2019 - 10:31