Últimas Notícias Tesouro Direto Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Cripto
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Itaú BBA troca ação em Brazil Buy List; veja portfolio

Gustavo Kahil - 15/02/2019 - 17:14
Fonte: B3

O Itaú BBA optou pela troca de uma ação do setor educacional por outra em seu portfolio Brazil Buy List, mostra um relatório enviado a clientes nesta sexta-feira (15). O time de estratégia do banco de investimentos retirou os papéis da Estácio (ESTC3) para incluir os da Kroton (KROT3), “ao passo que mantemos nossa expectativa de que o segmento deve ter um bom desempenho durante a retomada econômica do Brasil”, destaca o documento.

BB, Itaú, Santander ou Bradesco: Qual se deu melhor em 2018?

Qual é a melhor ação para “passar de ano”? 

Continua depois da publicidade

Para os analistas, a recuperação da atividade é fundamental para a demanda de ensino superior, principalmente devido a dois fatores.

“O primeiro é o perfil do estudante. Os alunos dos players listados em bolsa são geralmente adultos que trabalham e dependem do emprego para se matricularem (impulsionando as admissões) ou para continuarem matriculados (reduzindo os abandonos). O segundo é a renda e o mercado endereçável. Os níveis de renda são um vetor fundamental para o mercado endereçável, uma vez que nem todos os alunos potenciais podem arcar com o ensino superior, especialmente presencial, e particularmente em um ambiente de pós-FIES”, apontam.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Mudança

O Itaú BBA ainda aguarda um turnaround operacional da Estácio como promissor, com iniciativas de eficiência apoiando os resultados. “No entanto, as ações tiveram um rali de 26% no ano até a data e o upside implícito para o valor justo estimado está agora mais estreito, o que justifica o downgrade para uma recomendação de market perform”, indica.

A Kroton, por sua vez, deve ganhar com o amadurecimento gradual da expansão do ensino superior e com as sinergias da Somos, que irão ajudar na receita e margens, embora os resultados de
2019 devam ser afetados pelas graduações do FIES (aproximadamente 36.000 alunos, ou cerca de 10% da base dos alunos de aulas presenciais), pelos esforços de expansão em fase inicial e pela elevada concorrência no ensino à distância.

Veja o portfólio:

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você