Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Itaú BBA atualiza Radar de Preferências com 3 mudanças para janeiro

Gustavo Kahil - 08/01/2019 - 17:36

O Itaú BBA realizou três mudanças em seu portfólio Radar de Preferências para janeiro, mostra um relatório enviado a clientes nesta terça-feira (8). A equipe de análise retirou os papéis da Gerdau (GGBR4), Randon (RAPT4) e Suzano (SUZB3) e incluiu as ações da Vale (VALE3), Tegma (TGMA3) e Klabin (KLBN11). O banco separa as 17 indicações de sua carteira recomendada em três segmentos: momentum, defensivo e potencial

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

Momentum

O time de estratégia composto por Lucas Tambellini, Fábio Perina, Larissa Nappo e Guilherme Reif escreve que o mercado agora aguarda sinais mais concretos de progresso na agenda de reformas. Neste intervalo, o mercado deverá ser mais guiado por fatores globais do que locais. Azul (AZUL4), Banco do Brasil (BBAS3), Multiplan (MULT3) e Petrobras (PETR4) fazem parte deste grupo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Dada a expectativa de que a nova administração irá focar em uma execução eficiente nas empresas estatais, acreditamos em um maior potencial dessas empresas, tanto em nível federal quanto estadual. Com a economia mostrando sinais incipientes de recuperação, acreditamos que as companhias que estão expostas ao mercado doméstico poderão apresentar melhores desempenho”, explicam os analistas.

Defensivo

De acordo com o Itaú BBA, compõem esse segmento empresas que possuam no mínimo duas das seguintes características: boa previsibilidade de geração de caixa; boa distribuição de dividendos; e ou boa expectativa de resultado no curto prazo.

“Essas características podem ajudar as ações destas empresas a apresentarem um desempenho superior à média do mercado em momentos de queda”, destaca o banco. Energisa (ENGI11) e Fleury (FLRY3) possuem essas características.

Potencial

Nesse segmento, o BBA procura ações que apresentem um bom potencial de valorização associado a algum risco, como: empresas que dependam de algum evento, seja de aprovações de fusões e
aquisições e mudanças legais; empresas que estejam passando por reestruturação societária ou operacional; ações que apresentem um alto beta; e ações que estejam desvalorizadas, criando uma assimetria entre potencial de valorização e de desvalorização.

A Estácio (ESTC3) e a Klabin (KLBN11) se encaixam nesse segmento.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Receba dicas EXCLUSIVAS de investimento em seu e-mail – Não é propaganda