Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ibovespa futuro abre em alta com o início da temporada de balanços

Investing.com Brasil - 22/07/2019 - 9:24
Ibovespa em alta nesta segunda-feira (Imagem: Patricia Monteiro/Bloomberg)

Por Investing.com 

Após encerrar a sessão da última sexta-feira com queda de 1,51%, o índice futuro do Ibovespa abre a segunda-feira com valorização de 0,44. O início da temporada de balanços, o IPCA-15 e o PIB dos Estados Unidos devem centralizar as atenções dos investidores nos próximos dias.

As atenções dos investidores para a semana ficam para os resultados trimestrais das empresas que passam a ser divulgados a partir de terça-feira. Também amanhã, o IBGE irá divulgar os dados do IPCA de julho.

Na agenda americana da semana, o principal destaque fica para a divulgação dos números do PIB do segundo trimestre do ano, com o mercado projeto um avanço de 1,9% para a economia americana no período. Também serão divulgados, no decorrer dos dias, números do setor imobiliário.

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta segunda-feira, uma vez que o entusiasmo com a nova plataforma do país ao estilo Nasdaq, o STAR Market, desviou a atenção dos investidores dos principais índices.

As ações também foram pressionadas pela redução das expectativas de um agressivo corte de juros pelo Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

As expectativas de um corte de 0,50 ponto percentual diminuíram ainda mais depois que o Wall Street Journal noticiou que o Fed deve cortar os juros em 0,25 ponto quando se reunir neste mês, e pode fazer novas reduções no futuro dado o crescimento global e as incertezas comerciais.

Bolsa Internacionais 

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recua 0,23%. Em HONG KONG, o índice HANG SENG cai 1,37%. Em XANGAI, o índice SSEC  perde 1,27%. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, em baixa de 0,69%, a 3.781 pontos.

A semana começa positiva para os principais mercados de ações do continente europeu. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 0,28% aos 12.294 pontos, enquanto que em Londres o FTSE soma 0,34% aos 7.534 pontos. Já em Paris, o CAC ganha 0,20% aos 5.563 pontos.

Commodities

A sessão desta segunda-feira na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian foi marcada pela importante desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro. O contrato com maior liquidez, com data de vencimento para setembro do atual calendário, teve perdas de 1,61% a 885,00 iuanes para cada tonelada do produto, o que representa variação diária de 14,50 iuanes.

No mesmo sentido, a abertura da semana também foi de queda nos preços dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Dalian. O contrato com maior liquidez, com entrega para outubro deste ano, caiu 22 iuanes para um total de 3.948 iuanes por tonelada. Já o de janeiro de 2020, segundo em volume de negócios, cedeu 12 iuanes para 3.726 iuanes por tonelada.

Por outro lado, a semana começa com importante valorização para os contratos futuros do petróleo. O barril do tipo WTI, negociado em Nova York, tem ganhos de 1,47%. Já o Brent, transacionado na bolsa de Londres, avança 1,26.

Mercado Corporativo

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, opinou pela suspensão da decisão liminar que obrigaria a Petrobras (PETR4) a fornecer combustível a duas embarcações iranianas no porto de Paranaguá, no Paraná, conforme manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), instância na qual o caso deve ser decidido.

Para a PGR, a Eleva, responsável pela carga dos navios, “não provou ter direito subjetivo de comprar o combustível da Petrobras”, destacando a existência de alternativas para adquirir o produto de outros fornecedores.

“Além disso, existe uma questão de ordem pública envolvida na ação e que foi demonstrada pela União por meio do Itamaraty, que são as relações diplomáticas estabelecidas pelo Brasil e que poderiam ser afetadas pela medida pretendida na esfera judicial”, acrescentou a PGR, em nota.

O preço médio da gasolina nos postos do Brasil caiu nesta semana pela décima semana consecutiva, enquanto o diesel também recuou após leve avanço na semana passada, apontaram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicados nesta sexta-feira.

O valor médio da gasolina vendida nos postos caiu 0,9% nesta semana, ante a semana anterior, para 4,338 reais por litro, segundo a ANP. O combustível fóssil tem recuado desde a semana encerrada em 11 de maio.

Já o diesel, combustível mais consumido do Brasil, caiu 0,3%, para 3,544 reais por litro. Na semana passada, o combustível havia registrado uma leve alta de 0,1%, interrompendo uma série de seis quedas semanais, mostrou a agência.

A empresa de energia Trident Energy venceu a disputa pela aquisição de dois ativos da Petrobras, os polos de Pampo e Enchova, na Bacia de Campos, com uma oferta de cerca de 1 bilhão de dólares, considerando pagamentos firmes e contingentes, disse a petroleira brasileira em comunicado nesta sexta-feira.

O negócio, que acontece em meio ao plano de desinvestimentos da Petrobras, envolve o maior ativo de produção maduro colocado no mercado pela estatal, com produção de 39 mil barris de óleo equivalente por dia, segundo dados de julho de 2018.

Mineração

Investigações da Agência Nacional de Mineração (ANM) sobre as causas do rompimento de uma barragem da Vale (VALE3) em Brumadinho (MG) em janeiro, que deixou ao menos 248 mortos, devem ser prorrogadas até janeiro de 2020.

O secretário de Geologia e Mineração do Ministério de Minas e Energia, Alexandre Vidigal de Oliveira, que pediu as apurações em fevereiro, afirmou que os trabalhos devem ser prorrogados por mais 180 dias ante o prazo original, que encerraria em agosto.

Ele citou questões como a complexidade do caso e a dificuldade de acessar a área do desastre, onde ocorreram grandes operações de busca pelos corpos de vítimas, para justificar a nova previsão.

O Itaú Unibanco (ITUB4) rebateu nesta sexta-feira afirmações de que fez doações ao PT para obter favores em troca.

Em nota, o banco afirmou que “repudia veementemente qualquer tentativa de vincular doações eleitorais realizadas de forma lícita e transparente a condutas antiéticas para atender a eventuais interesses da organização”.

Mais cedo, o jornal O Globo publicou que o ex-ministro Antonio Palocci disse em acordo de delação premiada que alguns dos maiores bancos do país, incluindo o Itaú, doaram um total de 50 milhões de reais para campanhas eleitorais do PT em troca de favorecimento nos governos dos ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Segundo o Itaú, nas eleições presidenciais de 2006, 2010 e 2014, todos os valores doados pelo banco aos candidatos que lideravam as pesquisas de opinião foram rigorosamente iguais, além de muito semelhantes nos três anos.

O banco Morgan Stanley (MS) passou a deter uma posição equivalente a 7,8% das ações ordinárias de emissão da elétrica Light,(LIGT3) informou a empresa brasileira em comunicado nesta sexta-feira.

Segundo a Light, o Morgan Stanley disse ter em sua posse em 12 de julho 23.509.585 ações ordinárias emitidas pela empresa, mas informou que “não objetiva alterar a composição do controle ou estrutura administrativa da companhia”.

A Light concluiu nesta semana uma oferta primária e secundária de ações que movimentou 2,5 bilhões de reais. A operação reduziu a fatia da estatal mineira Cemig (CMIG4), antes controladora, com quase 50% das ações, para 22,6%.

Infraestrutura

A busca de um investidor estratégico para assumir o controle da empresa de concessões de infraestrutura Invepar saiu do radar, disse Renato Villela, presidente do Funcef, um dos sócios da companhia.

“Nossa preocupação agora é mais com rentabilizar o negócio”, disse Villela à Reuters nesta sexta-feira.

Holding que opera o aeroporto de Guarulhos, o Metrô Rio, o VLT Carioca e rodovias, a Invepar vem há anos enfrentando os efeitos combinados de baixa atividade econômica do país e a fragilidade financeira de seus principais sócios.

Além do Funcef, fundo de pensão dos empregados da Caixa Econômica Federal, a Invepar tem como principais sócios o Previ, fundo dos empregados do Banco do Brasil (BBAS3) e Petros.

Energia Elétrica

O sistema elétrico do Brasil pode estar atravessando o que seria um “novo período crítico” para a produção das hidrelétricas, principal fonte de geração do país, com os reservatórios das usinas mostrando tantas dificuldades para se recuperar quanto nos piores anos já registrados até então, de 1948 a 1955.

A avaliação consta de estudo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e levanta dúvidas sobre os eventuais efeitos da mudança climática global sobre a indústria de energia do Brasil, que por décadas baseou-se principalmente na geração hídrica.

As hidrelétricas representam mais de 60% da capacidade instalada em energia do Brasil, um percentual que chegou a ser bem maior, de cerca de 80% até o final dos anos 90, a partir de quando o país passou a investir mais em termelétricas e depois em novas fontes renováveis, como usinas eólicas e solares.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro começa a semana com encontro com Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República, recebendo em seguida Karina Kufa, Advogada. O presidente ainda almoça com Oficiais-Generais da Aeronáutica. Na parte da tarde, se reúne com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

A segunda-feira do ministro da Economia, Paulo Guedes, tem início com a Reunião geral de secretários do Ministério da Economia, almoçando em seguida com os secretários especiais da pasta. Na parta da tarde, tem reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro e, em seguida, com o Secretário Especial da Receita Federal, Marcos Cintra. O dia termina com reunião com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Leia mais sobre: Ações, Ibovespa, Mercados

Última atualização por Rafael Borges - 22/07/2019 - 9:24