Cotações por TradingView

Hypera avança com balanço apontando lucro de 22% no trimestre

Investing.com Brasil - 30/07/2018 - 11:02

Por Investing.com – No início da sessão desta segunda-feira na B3, as ações da Hypera Pharma (HYPE3) operam com ganhos de 1,63% a R$ 28,62. Na última sexta-feira, após o fechamento da sessão, a companhia divulgou o balanço do segundo trimestre.

“Os resultados da Hypera no segundo trimestre foram bons, com a receita continuando a crescer em um ritmo de dois dígitos, sem impactos relevantes da greve dos caminhoneiros”, avaliaram analistas do Morgan Stanley, em nota a clientes. Do lado negativo, citaram piora do capital de giro na base anual.

Para a Mirae Asset, o resultado foi bom e as expectativas continuam favoráveis para o setor e para a empresa, que se encontra descontada em bolsa também em virtude dos possíveis envolvimentos da empresa na “Operação Tira-Teima”. Com a retomada da economia e melhora do desemprego, é um setor que deve ser ainda mais beneficiado. A recomendação da corretora continua sendo de Compra, com potencial de valorização de 24%. No ano a ação acumula queda de 19% contra uma valorização do Ibovespa de 4,5%.

Continua depois da publicidade

A HYPE3 negocia a um múltiplo EV/EBITDA 2018 de 12,6x e para 2019 de 11,3x, versus a RDL3 que negocia a um múltiplo EV/EBITDA 2018 de 19,5x e para 2019 de 16,1x.

Resultado

A farmacêutica brasileira teve alta no lucro no segundo trimestre, uma vez que a empresa conseguiu passar quase ilesa pelos efeitos da desvalorização do real e da greve dos caminhoneiros, além de ter pago menos impostos.

A companhia anunciou nesta sexta-feira que o lucro de suas operações continuadas no período somou 278,8 milhões de reais, alta de 22,3 por cento contra um ano antes. Em termos líquidos o lucro líquido cresceu 50,7 por cento, a 277,8 milhões de reais.

O resultado operacional da Hypera medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) das operações continuadas, somou 339,5 milhões de reais, avanço de 12,1 por cento contra um ano antes.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você