Últimas Notícias Cotações Governo Bolsonaro Comprar ou Vender Empresas Economia
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Guide atualiza carteira semanal com Braskem e Petrobras no lugar de B3 e Vale

Investing.com Brasil - 12/11/2018 - 16:18

Por Investing.com – A Guide Investimentos divulgou nesta segunda-feira a atualização da carteira semanal, trocando as ações B3 e da Vale (VALE3) pelas da Braskem (BRKM5) e Petrobras (PETR4). Na semana passada, o rendimento foi negativo de 4,24%, ficando acima dos -4,42% do Ibovespa. No acumulado do ano, o portfólio soma 10,45%, ante 12,09% do principal índice da bolsa paulista.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Na última semana, a Carteira Semanal ficou aquém do esperado, e encerrou a semana em queda. Ainda assim, o portfólio teve uma performance melhor que o índice de referência (Ibovespa). A corretora explica que, por aqui, os ativos de risco domésticos ampliaram as perdas recentes, reflexo da cautela com o exterior e front político com poucas novidades. A saída mais intensa de recursos estrangeiros nos últimos dias no Brasil e falta de clareza na discussão de votação da reforma da Previdência voltaram a pressionar o índice.

Os analistas destacam que é neste contexto que, na última semana, B3, Marcopolo (POMO4) e Vale foram os destaques negativos do portfólio. Vale, em especial, permanece pressionada em meio à crescente tensão comercial (envolvendo EUA e China) e cautela com relação ao crescimento econômico chinês. Na outra ponta, Santander (SANB11) limitou as perdas do portfólio.

Para essa semana, a opção da Guide foi por realizar duas trocas no portfólio. B3 e Vale deixaram a carteira para a entrada de Braskem e Petrobras. Com relação à primeira, os papéis da petroquímica devem destravar valor em meio ao avanço das negociações envolvendo o controle da empresa e balanço do trimestre. Já a Petrobras, encontra-se em um patamar interessante para entrada e pode se beneficiar do avanço do PL da cessão onerosa no Senado.

Composição: Braskem, Marcopolo, Petrobras, Rumo (RAIL3) e Santander.