Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Guide apresenta carteiras Top Picks, Dividendos e Small Caps de setembro

Diana Cheng - 02/09/2019 - 18:38
Em agosto, a carteira Top Picks valorizou 4,3%, enquanto o Ibovespa retraiu 0,7%

A Guide Investimentos trocou as ações da Cemig (CMIG4) pelas da Engie Brasil (EGIE3) em sua nova carteira Top Picks de setembro, divulgada nesta segunda-feira (2). A alteração visa tornar a composição mais defensiva.

“Seguimos com a estratégia de manter maior exposição em papéis correlacionados com a atividade doméstica”, explica a corretora. “Nomes relacionados às empresas de serviços financeiros, privatizações, além de ativos ligados ao consumo, seguem como nossas principais teses de investimento”.

Em agosto, a carteira valorizou 4,3%, enquanto o Ibovespa retraiu 0,7%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Dividendos

Duas alterações foram realizadas na carteira Dividendos. As ações do Banco do Brasil (BBAS3) e da Cemig (CMIG4) saíram e deram lugar às do Bradesco (BBDC4) e Neoenergia (NEOE3).

“Seguimos com uma carteira menos exposto à volatilidade e com foco em empresas de alta previsibilidade de fluxo de caixa em nosso portfólio”, comenta a Guide. “A taxa de dividendo anual (dividend yield) estimado para a carteira para os próximos 12 meses está por volta de 5%”.

No mês passado, a carteira obteve desempenho positivo de 5,2% contra a valorização de 2,2% do Índice Dividendos (IDIV).

Small Caps

Em relação à carteira Small Caps, a corretora realizou a troca de três papéis: Banrisul (BRSR6) por Duratex (DTEX3), BrMalls (BRML3) por Sanepar (SAPR11) e Burger King (BKBR3) por Tenda (TEND3).

A estratégia adotada pela Guide é de manter maior exposição em papéis correlacionados com a atividade doméstica (varejistas e construtoras, em especial), balanceando o portfólio com papéis mais resilientes (Alupar e Sanepar, por exemplo) diante da menor clareza no mercado externo.

No mês passado, a carteira desvalorizou 3,1% ante a queda de 0,7% do Índice Small Cap (SMLL).

Última atualização por Diana Cheng - 02/09/2019 - 18:38