Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Governadores vão pedir a Bolsonaro até R$10 bi de ressarcimento por exportações

Reuters - 06/08/2019 - 18:44
Ronaldo Caiado
“Não se pode impedir que os Estados incidam a prerrogativa de tributar”, disse Ronaldo Caiado (DEM), de Goiás (Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino)

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou nesta terça-feira que Estados exportadores vão pedir ao governo do presidente Jair Bolsonaro de 8 bilhões a 10 bilhões de reais em compensações não pagas aos entes estaduais ano passado e este ano.

Essa conta dos governadores deve pressionar ainda mais os cofres do governo federal, em um momento de forte restrição fiscal.

Casagrande, que participou de uma reunião em Brasília com vários governadores, afirmou que esse valor refere-se a compensações em atraso pelo governo federal em razão da Lei Kandir. Essa lei, de 1996, isenta a cobrança de um imposto estadual, o ICMS, mas prevê a compensação dessa eventual receita pela União.

O governador capixaba disse ainda que os Estados exportadores discutem no Supremo Tribunal Federal (STF) um bilionário ressarcimento desses recursos anteriores a 2018. Governadores argumentam que a União sempre pagou essas compensações abaixo do devido.

No encontro, os governadores disseram que há uma discussão para que os Estados voltem a ter o direito de legislar sobre tributos. “Não se pode impedir que os Estados incidam a prerrogativa de tributar”, disse Ronaldo Caiado (DEM), de Goiás, ao avaliar que, com eventuais mudanças nos impostos, seu Estado poderia deixar de ser exportador e voltar a se industrializar.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Outro ponto abordado no encontro foi sobre a adoção, na reforma tributária em discussão no Congresso, de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) Progressivo. Mas, segundo Caiado, a matéria ainda não é consenso.

Última atualização por Bruno Andrade - 06/08/2019 - 18:44