Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Futuros do minério de ferro têm valorização de 3,18% em Dalian

Investing.com Brasil - 10/06/2019 - 8:13
Após o feriado da última sexta-feira, a sessão que abre a semana foi marcada pela forte valorização dos contatos futuros do minério de ferro (Imagem: Pixabay)

 Por Investing.com 

Após o feriado da última sexta-feira, a sessão que abre a semana foi marcada pela forte valorização dos contatos futuros do minério de ferro, que são transacionados na bolsa de mercadorias e futuros da cidade chinesa de Dalian. O ativo com maior volume de negócios, com data de vencimento em setembro deste ano, somou 3,18% a 729,50 iuanes por tonelada do produto.

Já para o minério de ferro, a segunda-feira foi um dia de rumos distintos para os papéis do vergalhão de aço dos principais vencimentos, que são transacionadas na bolsa de mercadorias de Xangai.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O contrato de outubro, de maior liquidez somou 4 iuanes para 3.717 iuanes por tonelada, enquanto que o de janeiro de 2020, o segundo mais negociado, perdeu 5 iuanes para 3.457 iuanes por tonelada.

O índice acionário de Xangai fechou em alta nesta segunda-feira, interrompendo seis sessões de perdas, uma vez que as preocupações com as tensões comerciais se aliviaram depois de um acordo entre os Estados Unidos e o México para evitar uma guerra comercial.

Os EUA e o México fecharam um acordo na sexta-feira, com o México concordando em expandir rapidamente um controverso programa de asilo e usar forças de segurança para conter o fluxo de imigrantes centro-americanos ilegais.

As exportações da China voltaram a crescer de forma inesperada em maio apesar das tarifas mais altas dos Estados Unidos, mas as importações tiveram a maior queda em quase três anos, em mais um sinal de demanda doméstica fraca que pode levar o governo a acelerar medidas de estímulo.

Última atualização por Rafael Borges - 10/06/2019 - 8:13