Cotações por TradingView

Futuros do Ibovespa iniciam a sessão desta sexta-feira em queda

Investing.com Brasil - 17/05/2019 - 9:21
Mercados
O índice futuro do Ibovespa abre a sessão desta sexta-feira com queda de 0,25% aos 90.070 pontos (Imagem: Pixabay)

Por Investing.com

Em mais um dia que se mostra negativo para os mercados de ações da Europa e dos Estados Unidos, o índice futuro do Ibovespa abre a sessão desta sexta-feira com queda de 0,25% aos 90.070 pontos

PIB cai 0,1% no primeiro trimestre do ano

Continua depois da publicidade

Com o final da temporada de balanços, e da semana, as atenções voltam com força para o Congresso Nacional. No foco estão as votações importantes para o governo e a negociação para o avanço da Reforma da Previdência. O mercado mostra sinais de preocupação coma a fraqueza do governo na articulação política.

Confira as principais notícias dos jornais desta sexta-feira

O órgão de planejamento estatal da China disse nesta sexta-feira que os atritos comerciais com os EUA tiveram algum impacto sobre a economia chinesa, mas que isso é “controlável” e que medidas serão adotadas quando necessário “para manter as operações econômicas dentro de uma faixa razoável”.

Futuros de Wall Street no negativo após imprensa chinesa elevar tom contra os EUA

Na quinta-feira, Washington colocou a fabricante de equipamentos de telecomunicações Huawei Technologies Co Ltd, uma das maiores e mais bem sucedidas empresas da China, em uma lista negra que pode tornar extremamente difícil para a empresa fazer negócio com companhias dos EUA.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,89%, a 21.250 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,16%, a 27.946 pontos. Em XANGAI, o índice SSECperdeu 2,48%, a 2.882 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 2,54%, a 3.648 pontos.

A sexta-feira se mostra negativa para os principais mercados de ações do continente europeu. Em Frankfurt, o DAX tem queda de 0,82% aos 12.209 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE recua 0,29% aos 7.332 pontos. Já em Paris, o CAC cede 0,47% aos 5.422 pontos.

Commodities

A jornada desta sexta-feira foi mais uma vez marcada pela forte valorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com vencimento em setembro deste ano, apresentou ganhos de 5,37%, encerrando o dia negociado a 707,00 iuanes por tonelada, o que representa variação de 36 iuanes.

Minério de Ferro tem alta de 5,37% nesta sexta-feira (Wikimedia Commons)

O último dia da semana também foi marcado por ganhos para os papéis do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O ativo de maior liquidez, com entrega em outubro de 2019, teve ganhos de 48 iuanes para 3.771 iuanes por tonelada. O segundo mais negociado, de janeiro de 2020, somou 43 iuanes para 3.493 iuanes por tonelada.

O fechamento da semana também se mostra positivo para os negócios do petróleo. O barril do tipo WTI, negociado em Nova York, tem ganhos de 0,91%, ou US$ 0,57, a US$ 63,44. Já em Londres, o FTSE soma 0,45%, ou US$ 0,33, a US$ 72,95.

Mercado Corporativo

A Vale (VALE3) informou nesta quinta-feira que identificou movimentação no talude Norte, na cava da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), mas ressaltou que não há elementos técnicos até o momento para se afirmar que o eventual escorregamento possa ter como consequência o rompimento da barragem Sul Superior, nas proximidades.

A afirmação foi feita após nota do Ministério Público de Minas Gerais que indicou, citando documento da própria Vale, que haveria risco de ruptura na cava, entre 19 e 25 de maio, e que o movimento poderia provocar a ruptura da barragem.

Após a nota do MP, as ações da Vale passaram a cair na B3, com os papéis fechando em baixa de 3,23 por cento.

A BR Distribuidora (BRDT3) iniciará na segunda-feira testes com o “Cartão do Caminhoneiro Petrobras (PETR4)”, que visa dar garantia de estabilidade de preços do diesel a motoristas, especialmente os autônomos.

O cartão, que também será disponibilizado a transportadores e embarcadores, funcionará como um pré-pago na compra de diesel, em postos com a bandeira Petrobras nos principais corredores rodoviários do país.

Com o cartão, o objetivo é que os caminhoneiros não fiquem mais sujeitos a eventuais volatilidade dos preços, uma queixa recorrente da categoria.

O Sindicato Nacional de Aeronautas (SNA) afirmou nesta quinta-feira que vai recorrer de decisão judicial que concedeu liminar determinando manutenção de 60 por cento do serviço da Avianca Brasil durante greve de tripulantes, marcada para começar na sexta-feira nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

“O SNA irá recorrer da decisão e destaca que está mantido o movimento de greve”, afirmou a entidade, acrescentando que a “paralisação completa dos voos da Avianca corresponde à suspensão de uma parcela ínfima da oferta do mercado”.

A Usiminas (USIM5) informou nesta quinta-feira que acertou acordo com a Nippon Steel para mudar a forma de remuneração da operação de galvanização das companhias no país, a Unigal, na usina siderúrgica de Ipatinga (MG).

Com a mudança, a Unigal passará a ser remunerada com base um valor fixo por tonelada de aço faturada para a Usiminas. Hoje, a remuneração é feita levando em consideração a proporção do preço de bobinas galvanizadas vendidas pela Usiminas a clientes.

A elétrica Cemig (CMIG4) e seus sócios na hidrelétrica de Santo Antônio receberam uma oferta de uma companhia chinesa pelo controle do empreendimento, mas a proposta não agradou e as conversas foram paralisadas, disse nesta quinta-feira o diretor de Finanças da empresa mineira, Maurício Fernandes Leonardo Júnior.

Cemig
“A negociação está parada”, afirmou o executivo da Cemig

“A negociação está parada”, afirmou o executivo, ao ser questionado por um investidor sobre a operação durante teleconferência de apresentação de resultados.

A elétrica Light (LIGT3), responsável pelo fornecimento da energia na região metropolitana do Rio de Janeiro, viu um aumento das perdas de energia em sua área de atuação no primeiro trimestre, com um crescimento significativo dos chamados “gatos” na rede.

Em teleconferência com investidores nesta quinta-feira, a nova presidente da companhia, Ana Marta Veloso, disse que buscará reduzir os furtos de energia com ações mais incisivas no que a empresa define como “áreas possíveis” —aquelas em que seus técnicos podem entrar para realizar medições e cobranças.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta quarta-feira que o governo vai entregar esse ano 400 mil unidades do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, mantendo a média de anos anteriores.

Segundo ele, diante dos problemas fiscais e orçamentários, manter essa meta representa um grande esforço do governo para amenizar o déficit habitacional do país. Onyx frisou que o programa MCMV está sendo aperfeiçoado e ajustado para que no ano que vem já possam ser entregues 500 mil moradias.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro chega ao Brasil nesta sexta-feira e tem como único compromisso público em sua agenda uma reunião com Gustavo Canuto, Ministro de Estado do Desenvolvimento Regional.

Também de volta ao Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, estará na tarde desta sexta-feira no Rio de Janeiro, onde dará uma Palestra no 91° Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC).

Com Reuters.

Leia mais sobre: Ibovespa, Mercados
Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você