Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Futuros do Ibovespa em queda de olho na Previdência e no G20

Investing.com Brasil - 27/06/2019 - 9:30
Investidor atento à Previdência e as notícias internacionais

Por Investing.com

Depois de ter uma quarta-feira de ganhos, o índice futuro do Ibovespa iniciou a sessão com queda de 0,64% aos 100.820 pontos, em dia que deve ser marcado pela expectativa da reunião do G-20 e das negociações pela aprovação do relatório da reforma da Previdência, que foi adiada.

A sessão da comissão especial prevista para a manhã desta quinta-feira foi cancelada, informou a assessoria do relator da matéria, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), empurrando a votação da matéria no colegiado para a próxima semana.

Continua depois da publicidade

O motivo do adiamento não foi informado de imediato. Estava prevista para esta quinta a leitura da complementação de voto do parecer de Moreira e a definição da data de votação da proposta na comissão.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai se reunir com líderes partidários em sua residência oficial para discutir a próxima etapa de análise da proposta, segundo a Agência Câmara.

Os principais índices acionários da China terminaram em alta nesta quinta-feira, em meio ao aumento das expectativas de que os Estados Unidos e a China possam alcançar um acordo sobre a guerra comercial, antes da reunião entre os líderes dos dois países neste fim de semana.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou na quarta-feira que um acordo com Xi Jinping é possível neste fim de semana, mas que está preparado para adotar tarifas em praticamente todas as importações chinesas restantes se os dois países continuarem a discordar.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei 500 avançou 1,27%. Em HONG KONG, o índice HANG SENG (HSI) subiu 1,42%, a 28.621 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC (SSEC) ganhou 0,69%, a 2.996 pontos. O índice CSI300 (CSI300), que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,07%, a 3.834 pontos.

Em Tóquio, destaque para as ações da Dainippon Screen que avançaram 6,53% (Divulgação: Google Earth)

A sessão desta quinta-feira vai se mostrando sem uma definição de rumo para os mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 0,07% aos 12.253 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE recua 0,30% aos 7.394 pontos. Já em Paris, o CAC perde 0,15% aos 5.492 pontos.

Commodities

Após uma sequência de quedas, a sessão desta quinta-feira na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian foi marcada por importante valorização para os contratos futuros do minério de ferro. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para setembro do atual calendário, os ganhos foram de 3,20% para um total de 821,50 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 25,50 iuanes.

Minério de ferro
Commodity se valorizou 3,2% nesta quinta-feira

A jornada também foi marcada de forma positiva para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias da cidade de Xangai, também na China. O contrato de maior liquidez, com entrega em outubro deste ano, a alta foi de 16 iuanes para um total de 4.001 iuanes por tonelada. Já o de janeiro de 2020, segundo mais negociado, somou 18 iuanes para 3.715 iuanes por tonelada.

A quinta-feira sinaliza ser de queda para os preços internacionais do barril do petróleo. Em Nova York, o WTI é negociado com perdas de 0,84%, ou US$ 0,50, a US$ 58,88. Já em Londres, o Brent cede 0,76%, ou US$ 0,50, a US$ 65,19.

Mercado Corporativo

O Banco Central anunciou nesta quarta-feira uma redução da alíquota do recolhimento compulsório sobre depósitos a prazo de 33% para 31% e informou que a mudança implicará uma redução no recolhimento da ordem de 16,1 bilhões de reais.

A nova alíquota entra em vigor em 1º de julho, com efeitos financeiros a partir de 15 de julho.

“A alteração aproxima mais a alíquota dessa modalidade de recolhimento aos níveis históricos praticados nos anos anteriores à crise de 2008”, afirmou o BC em nota.

Acionistas minoritários da antiga empresa de óleo e gás do empresário Eike Batista OGX (OGXP3) renovaram a expectativa de serem ressarcidos por perdas ocasionadas por suposta manipulação de mercado e de ações, informou a associação de investidores Aidmin nesta quarta-feira.

Em decisão de segunda instância, a 19ª Câmara Civil do Rio de Janeiro aceitou na terça-feira a apelação dos minoritários, revertendo uma decisão de primeira instância desfavorável aos investidores.

A rede de móveis e eletrodomésticos Via Varejo (VVAR3) anunciou nesta quarta-feira que seu conselho de administração elegeu o empresário veterano do setor Michael Klein para a presidência do colegiado e a indicação de Roberto Fulcherberguer para a presidência-executiva da companhia.

O conselho de administração da Via Varejo elegeu o empresário veterano do setor Michael Klein para a presidência do colegiado

As aprovações ocorreram depois que a família Klein recuperou em meados do mês o controle da Via Varejo, dona das bandeiras Ponto Frio e Casas Bahia, do GPA (PCAR4).

Além da nomeação de Klein e Fulcherberguer, o conselho de administração da Via Varejo também aprovou Abel Ornelas Vieira para a vice-presidência comercial e Orivaldo Padilha para a diretoria financeira. O conselho também elegeu Sérgio Augusto França Leme para o cargo de vice-presidente administrativo.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira que a União não é obrigada a dividir com a Eletrobras (ELET3) o pagamento de uma dívida gerada por empréstimos compulsórios, informou a assessoria de imprensa do tribunal.

A derrota da pretensão da Eletrobras —em um julgamento iniciado em junho do ano passado— foi decidida pela maioria dos ministros da 1ª Seção do STJ.

“Não há direito de regresso, portanto não é cabível a execução regressiva proposta pela Eletrobras contra a União em razão da condenação das mesmas ao pagamento das diferenças na devolução do empréstimo compulsório sobre o consumo de energia elétrica…”, segundo a tese jurídica da 1ª Seção.

Eletrobras
A derrota da pretensão da Eletrobras —em um julgamento iniciado em junho do ano passado— foi decidida pela maioria dos ministros da 1ª Seção do STJ

O plenário da Câmara aprovou o Projeto de Lei 10985/18, do Senado, que permite o aumento do prazo de outorga de usinas hidrelétricas atingidas por falta de chuvas, abrindo caminho para o encerramento de uma longa disputa judicial sobre o risco hidrológico.

Com a prorrogação dos contratos, as operadoras de hidrelétricas seriam compensadas por parte das despesas com o risco hidrológico.

O Casino propôs ao GPA uma reorganização dos ativos do grupo francês de varejo na América Latina, plano que inclui a compra pela companhia brasileira da rede colombiana Éxito e a migração da empresa para o segmento Novo Mercado, da B3.

O plano, que conta com apoio da diretoria executiva do GPA, foi divulgado na noite desta quarta-feira e também prevê que o Casino vai comprar as ações de controle do grupo brasileiro de varejo detidas indiretamente pela Éxito “a preço justo”.

A compra da Éxito pelo GPA seria feita por meio de oferta pública e em dinheiro, segundo o plano divulgado. A empresa afirmou que o preço de “indicação da diretoria” para a operação poderia ser entre 16 mil e 18 mil pesos colombianos (19,31 a 21,72 reais) por ação da Éxito. O papel fechou nesta quarta-feira a 14.520 pesos.

O Banco do Brasil (BBAS3) vai destinar 103 bilhões de reais em crédito para a safra 2019/20, valor 20% superior ao realizado na temporada passada, informou o banco em comunicado nesta quarta-feira.

Segundo a instituição, principal fornecedora de crédito agrícola no país, o montante incluirá 91,5 bilhões de reais para o crédito rural e 11,5 bilhões de reais para o crédito agroindustrial (Imagem: Money Times)

Segundo a instituição, principal fornecedora de crédito agrícola no país, o montante incluirá 91,5 bilhões de reais para o crédito rural e 11,5 bilhões de reais para o crédito agroindustrial.

Um leilão do governo federal para contratar novos projetos de geração de energia, na sexta-feira, acontecerá sob expectativas de forte redução de preços, principalmente para usinas eólicas e solares, que poderão testar novas mínimas históricas, disseram especialistas à Reuters.

A licitação, conhecida como A-4, pretende viabilizar empreendimentos para operação a partir de 2023, mas a demanda deve ser baixa devido ao lento ritmo de retomada da economia brasileira, enquanto o número de projetos cadastrados para a disputa mantém-se elevado.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro segue nesta quinta-feira em deslocamento para a reunião do G-20, no Japão, com escala na cidade de Nursultan/Astana, no Cazaquistão.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem, na manhã desta quinta-feira, audiência com a vice-presidente sênior de Relações Governamentais Globais e Sustentabilidade da Alcoa Corporation, Michelle O’neill, seguida reunião de semanal com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.

Na parte da tarde, com Guedes recebe o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fechando o dia reunião do Conselho Monetário Nacional.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Ibovespa, Mercados

Última atualização por Bruno Andrade - 27/06/2019 - 9:33