Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Futuros do Ibovespa começam a semana com desvalorização

Investing.com Brasil - 25/03/2019 - 9:28

Por  Investing.com 

Depois de encerrar com queda de mais de 3% na sexta-feira em meio a crise política local, o índice futuro do Ibovespa abre a sessão desta segunda-feira com perdas de 1,34% aos 92.398 pontos, em dia que também se mostra negativo para o cenário externo.

Ibovespa pode ter 2 estreantes em abril; Taurus entra no IBrX 100

Continua depois da publicidade

Os principais índices acionários chineses recuaram nesta segunda-feira, acompanhando vendas generalizadas globais, diante dos crescentes temores de uma recessão nos Estados Unidos e com a cautela antes de novas negociações comerciais entre EUA e China.

Algo parecido com o que aconteceu no último ciclo de alta da Bolsa está prestes a se repetir. Veja como é possível ganhar ate +2.691% com estes ativos

“No curto prazo, algum dinheiro estrangeiro pode recuar das empresas de consumo uma vez que as vendas generalizadas em Wall Street podem levar a uma exposição acionária menor de investidores estrangeiros”, disse em relatório o TF Securities.

O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, viajarão a Pequim para discussões marcadas para 28 de março, enquanto uma delegação chinesa liderada pelo vice-premiê Liu He visitará Washington na próxima semana, disse a Casa Branca no sábado.

Por aqui, a semana deve ser muito movimentada, ainda em meio a crise política entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que pode prejudicar ainda mais o andamento da proposta de Reforma da Previdência que, inicialmente, iria começar a tramitar nesta semana. O relator do projeto deve ser escolhido nos próximos dias o mercado segue atento para saber se o atrito entre os dois pode complicar o processo.

Além disso, há também impactos da prisão do ex-presidente Michel Temer e seu ministro Moreira Franco antes de uma condenação, fato que pode reforçar o espírito de corpo dos parlamentares contra o Judiciário. E a proposta de reforma da previdência dos militares, que desagradou grande parte dos parlamentares.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 3,01 por cento, a 20.977 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,03 por cento, a 28.523 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,97 por cento, a 3.043 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 2,37 por cento, a 3.742 pontos.

A semana começa com os principais mercados acionários da Europa operando com perdas. Em Frankfurt, o DAX cede 0,18% aos 11.345 pontos, enquanto que em Londres o FTSE cai 0,34% aos 7.182 pontos. Já em Paris, o CAC recua 0,20% aos 5.259 pontos.

Commodities

A jornada desta segunda-feira foi marcada por perdas para os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de negócios, com data de entrega em maio deste ano, apresentou desvalorização de 0,33% a 611,0 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 2 iuanes.

Minério de ferro
Commoditie sofreu desvalorização de 0,33%

Em relação ao vergalhão de aço, o primeiro dia da semana também foi de perdas para os papéis que são transacionados na bolsa de mercadorias da também chinesa cidade de Xangai. O contrato com mais liquidez, para entrega em maio, teve queda 69 iuanes para 3.692 iuanes por tonelada. O segundo mais negociado, de outubro, recuou 44 iuanes para 3.461 iuanes por tonelada.

A segunda-feira também se mostra levemente negativa para os preços internacionais do petróleo. Em Nova York, o barril do tipo WTI é negociado com perdas de 0,08%, ou 0,05, a US$ 58,99, enquanto que em Londres, o Brent cai 0,31%, ou US$ 0,21, a US$ 66,54.

Mercado Corporativo

A mineradora Vale (SA:VALE3) informou no final da noite de sexta-feira que foi acionado o protocolo para início do nível 3 do plano emergência para a Barragem Sul Superior, da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG).

O nível 3, que indica risco iminente de rompimento, foi uma medida preventiva necessária, segundo a Vale, “tendo em vista o fato de o auditor independente ter informado a condição crítica de estabilidade da barragem”.

A população da área da barragem já havia sido retirada do local no dia 8 e fevereiro. Quase 500 pessoas deixaram suas residências naquela data após não ter sido atestada a estabilidade da barragem.

“Com o nível 3, foi acionada a sirene de alerta que cobre a Zona de Autossalvamento (ZAS), como reforço de medida preventiva…”, disse a Vale em nota.

O governo federal levantou 219,5 milhões de reais com o leilão de quatro áreas portuárias em certame nesta sexta-feira, com a Ultrapar (SA:UGPA3.SA) compondo os consórcios vencedores.

A licitação coordenada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) envolveu o arrendamento de áreas para movimentação, armazenagem e distribuição de combustíveis, com três delas no porto de Cabedelo (PB) e uma no de Vitória (ES).

O Consórcio Nordeste venceu a disputa pelos três primeiros lotes, com ofertas de 6 milhões, 18 milhões e 30,5 milhões de reais, respectivamente. E o Consórcio Navegantes Logística arrematou a concessão da área no Porto de Vitória, ao oferecer pagar outorga de 165 milhões de reais.

Dona da rede de postos de combustíveis Ipiranga, a Ultrapar afirmou ter um terço em cada consórcio. Segundo a companhia, as áreas no porto de Cabedelo devem entrar em operação em 2020, enquanto no Porto de Vitória a previsão é de início em 2022.

A mineradora Vale disse que análises da água do rio Paraopeba mostram que é possível recuperar o manancial, impactado pelo rompimento de uma barragem da companhia em Brumadinho (MG) em janeiro, acrescentando que os sedimentos liberados pelo desastre não devem atingir o rio São Francisco.

Água do Rio Paraopeba pode estar contaminada /Betim

Em comunicado, a companhia afirmou que quatro laboratórios realizaram mais de 300 mil análises de água, solo, rejeito e sedimento, levando à conclusão de que será possível recuperar o Paraopeba.

“Lamentamos profundamente o ocorrido, mas faremos tudo o que for necessário para recuperar a bacia do rio Paraopeba, pois bem sabemos que isso é possível”, disse a gerente-executiva de Gestão Ambiental da Vale, Gleuza Jesué, em nota.

Os preços da gasolina nos postos brasileiros subiram em média 0,58 por cento nesta semana, para 4,319 reais por litro, enquanto o diesel e o etanol também avançaram, embora em menor ritmo, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta sexta-feira.

O movimento de alta nas cotações da gasolina veio após a Petrobras (SA:PETR4) anunciar elevação do preço do insumo em suas refinarias no sábado e na terça-feira, em meio a uma política da estatal que busca seguir a cotação internacional do petróleo e os movimentos do câmbio.

Petros informou nesta sexta-feira que seu presidente, Daniel Lima, pediu a renúncia seis meses após ter assumido o comando da instituição, que administra os planos de previdência dos empregados da Petrobras.

Segundo a Petros, segunda maior fundação de plano de pensão fechado do país, com mais de 75 bilhões de reais em ativos, Lima atribuiu a decisão a motivos pessoais.

A italiana Enel (MI:ENEI) tem sofrido uma forte pressão de autoridades por rápidas melhorias na qualidade do serviço em sua controlada Celg-D, comprada junto à Eletrobras (SA:ELET3) em 2016, evidenciando possíveis desafios à frente para vencedores de recentes leilões de privatização no setor de distribuição de energia.

A elétrica goiana foi avaliada como a de pior serviço em 2018 entre distribuidoras de grande porte em ranking da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na última semana, além de ter se tornado alvo também neste mês de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa de Goiás.

A fabricante de cosméticos Natura (SA:NATU3) afirmou nesta sexta-feira que negocia um acordo com a Avon, após notícias veiculadas na mídia de que a empresa brasileira estaria interessada nas operações da rival.

“A companhia confirma que vem mantendo discussões com a Avon Products(NYSE:AVP) a respeito de potencial transação envolvendo ambas as companhias”, disse a Natura em comunicado enviado em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro inicia a semana com reunião com as presenças de Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Santos Cruz, Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, e Augusto Heleno, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Em seguida, a reunião é apenas com Lorenzoni, e Embaixador Luis Fernando Serra.

Governo irá se reunir para definir novos passos (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Na parte da tarde, se encontra com o deputado Estadual Frederico d’Avila (PSL/SP) e, em seguida, com Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia. Ainda de tarde, Bolsonaro se encontra com Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia, e Marco Polo de Mello Lopes, Presidente Executivo do Instituto Aço Brasil.

O dia termina com a Cerimônia de Assinatura dos Contratos de Concessão do Leilão de Transmissão de Energia Elétrica.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O ministro da Economia, Paulo Guedes, começa o dia com reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro. De tarde, participa da 75ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos – FNP, voltando a se encontrar com o presidente na parte da tarde. Ao final do dia, se reúne com o governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima, e parlamentares da bancada do Estado.

Leia mais sobre: Mercados

Última atualização por Bruno Andrade - 25/03/2019 - 9:28