Últimas Notícias IR 2018 Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Mercados

Futuro do Ibovespa inicia jornada desta sexta-feira com valorização

Investing.com Brasil - 25/05/2018 - 9:22

Por Investing.com – Após fechar em nova queda na sessão de ontem, mais ainda acima dos 80 mil pontos, o índice futuro do Ibovespa inicia o dia com ganhos de 0,56% aos 80.740 pontos. O dia, que foi de perdas nos mercados asiáticos se mostra positivo na Europa e indefinido nos índices futuros de Wall Street.

O clima de incerteza aumentou após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter cancelado uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, planejada para junho, citando a “hostilidade aberta” de Pyongyang, e advertiu que os militares dos EUA estavam prontos para qualquer ato imprudente da Coreia do Norte.

Somando-se às preocupações dos investidores com uma guerra comercial, o governo Trump lançou uma investigação de segurança nacional sobre as importações de carros e caminhões que poderia levar a novas tarifas dos EUA, semelhantes às impostas ao aço e alumínio importados em março.

Na agenda americana, destaque para a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, no painel de discussão “Estabilidade Financeira e Transparência do Banco Central”, em Estocolmo, na Suécia.

Por aqui, o dia deve ser incerto com o mercado digerindo o acordo feito entre o governo de Michel Temer e os representantes dos caminhoneiros. O governo aceitou abrir mão em diversos pontos que antes não estava disposto negociar, assumindo inclusive que os reajustes do diesel serão mensais e que o Tesouro Nacional irá reembolsar a Petrobras (PETR4) pelos prejuízos causados.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,06 por cento, a 22.450 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,56 por cento, a 30.588 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,40 por cento, a 3.142 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,25 por cento, a 3.817 pontos.

Na Europa, com as bolsas já abertas, o DAX opera com ganhos de 0,8% aos 12.959,82 pontos, enquanto o FTSE, de Londres, tem valorização de 0,17% aos 7.729,25 pontos. Em Paris, o CAC opera com alta de 0,43% aos 5.572,48 pontos.

Commodities

Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa chinesa de Dalian, fecharam a sessão desta sexta-feira com queda de 0,76% a 454,50 iuanes por tonelada, o que representa variação diária de 3,5 iuanes nos ativos com data de vencimento em setembro deste ano.

No caso do vergalhão de aço, os papéis com vencimento em outubro, o mais líquido para o produto negociado na bolsa de Xangai, tiveram ganhos de 17 iuanes para 3.536 iuanes para cada tonelada do produto. Já os ativos de janeiro de 2019, o segundo de maior volume de negócios, os ganhos foram de 12 iuanes a 3.485 iuanes por tonelada.

No caso do petróleo, o dia é de queda expressiva nas cotações internacionais. O barril do tipo WTI tem perdas de 2,22%, ou US$ 1,57, a US$ 69,14, enquanto em Londres o barril do tipo Brent é negociado com desvalorização de 2,54%, ou US$ 2,00, a US$ 76,79.

Mercado Corporativo

O Itaú Unibanco (ITUB4) informou nesta quinta-feira que seu conselho de administração aprovou convocar uma assembleia de acionistas para votar proposta de desdobrar em 50 por cento as atuais ações do banco. A base acionária do Itaú Unibanco atualmente é de 6.536.090.232 papéis, sendo 3.305.526.906 ordinários e 3.230.563.326 preferenciais.

Como consequência, os acionistas receberão uma nova ação para cada 2 ações da mesma espécie de que forem titulares. A proposta de desdobramento vale na mesma proporção também para os recibos de ações (ADRs) do banco que são negociados na Bolsa de Nova York.

Uma crise de abastecimento em diversos setores desencadeada por uma greve de caminhoneiros contra a alta dos combustíveis deve ocupar a atenção do governo no momento e ajudar a travar ou atrasar o avanço dos planos de privatização da Eletrobras (ELET3), ainda mais depois de o Congresso não votar uma medida provisória fundamental para processo, disseram especialistas à Reuters.

As ações da estatal acumulam queda de cerca de 17 por cento desde o anúncio do Congresso de que a MP 814 não seria levada à votação. A matéria promovia alterações legislativas para retirar passivos bilionários de seis deficitárias distribuidoras de energia que a Eletrobras pretendia vender até o final de julho.

A Suzano Papel e Celulose (SUZB3) afirmou nesta quinta-feira que sua produção e escoamento de produtos estão sendo impactados pela paralisação dos caminhoneiros, informou a companhia sem dar detalhes. A companhia comentou ainda que “está tomando todas as medidas necessárias para minimizar os impactos desse cenário”.

A Petrobras disse nesta quinta-feira que o acordo entre governo e representantes de caminhoneiros é “altamente positivo” e que o “ressarcimento proposto pela União preserva integralmente a política de preços da companhia”.

Segundo o acordo, alcançado nesta noite após quatro dias de greve da categoria, a Petrobras vai manter a redução de 10 por cento no preço do óleo diesel pelos próximos 30 dias, sendo que a empresa assume a redução por 15 dias, e a partir do 16º dia será bancada pela União.

A paralisação dos caminhoneiros afeta também o mercado automobilístico. A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) informou que, a partir de hoje (25), todas as linhas de produção instaladas no Brasil estão paradas.

A indústria automobilística gera de impostos mais de R$ 250 milhões por dia e, por isso, a paralisação terá forte impacto na arrecadação do país. “A greve dos caminhoneiros afetará significativamente nossos resultados, tanto para as vendas quanto para a fabricação e exportação”, diz a Anfavea em nota divulgada à imprensa.

O conglomerado Odebrecht garantiu na quinta-feira um empréstimo de 2,6 bilhões de reais dos dois maiores bancos privados do país, às vésperas de um possível default em um bônus, disseram duas fontes.

A Odebrecht e os bancos assinaram contratos de refinanciamento de dívida para confirmar um acordo informal fechado nesta semana. Para finalizar os detalhes do acordo, no entanto, a Odebrecht ainda depende da conclusão da emissão de títulos locais que serão adquiridos pelos bancos.

Nos termos dos contratos, o Itaú Unibanco (ITUB4) e o Bradesco (BBDC4) acertaram um empréstimo conjunto de 2,6 bilhões de reais para a Odebrecht. O desembolso ocorrerá em duas parcelas, sendo que 1,7 bilhão de reais serão liberados imediatamente e o restante vai ser desembolsado em dezembro, disseram as fontes.

Agenda de Autoridades

De acordo com o site do Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer não tem compromissos oficiais em sua agenda para a sexta-feira.

Já o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, inicia o dia participando da 304ª reunião do Confaz, conselho dos secretários estudais da Fazenda. Entre as pautas do encontro está a questão do ICMS dos combustíveis. Na parte da tarde, o ministro participa da reunião eletrônica do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Leia mais sobre: Ibovespa, Mercados
 

Últimas Notícias