Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Fed corta novamente taxa de juros em 0,25 ponto percentual

Investing.com Brasil - 18/09/2019 - 15:36
Fed - Jerome Powell
A atualização das previsões do Federal Reserve mostra que os diretores do banco não preveem mais cortes neste ano (Imagem: Stefan Wermuth/Bloomberg)

Por Investing.com

O Fomc (sigla em inglês para Comitê Federal de Mercado Aberto) reduziu a taxa dos Fed Funds em 25 pontos-base durante a reunião de dois dias de política monetária encerrada nesta quarta-feira, confirmando a expectativa do mercado. A nova taxa de referência passa do intervalo de 2-2,25% para 1,75-2%. Os membros do Comitê reiteraram que incertezas na economia continuam desde a reunião passada, realizada em 31 de julho.

A decisão não foi unânime, com sete diretores votando favoravelmente pelo corte de 0,25 ponto percentual, um por um corte maior – de 50 pontos-base – e dois pela manutenção das taxas em 2-2,25%.

Jerome H. Powell, John C. Williams, Michelle W. Bowman, Lael Brainard, Richard H. Clarida, Charles L. Evans e Randal K. Quarles votaram pelo corte, enquanto James Bullard votou para cortar 0,5 p.p. Já Esther L. George and Eric S. Rosengren votaram por manutenção.

A atualização das previsões do Federal Reserve mostra que os diretores do banco não preveem mais cortes neste ano. O gráfico de pontos (dot-plot, em inglês), que é apresentado a cada duas reuniões, mostra que a mediana dos diretores acreditam em juros de 1,75-2,00% em 2019.

A previsão está acima do mercado, que precifica os títulos do Fed com ao menos mais um corte de juros, para a faixa de 1,5%-1,75%, até a última reunião do ano em dezembro. Veja as apostas do mercado no Monitor de Juros do Fed do Investing.com.

Além disso, a previsão do PIB para os EUA neste ano foi reduzida para 2,1%, de 2,2%, enquanto a projeção da taxa de desemprego foi elevada para 3,7%, de 3,6%. Previsão de Inflação foi mantida em 1,5% para o PCE e 1,8% para o núcleo do PCE.

Este é o segundo corte de juros promovido pelos diretores do Federal Reserve (Fed). No início desta semana, havia uma probabilidade de mais de 50% de que o Fomc mantivesse as taxas inalteradas devido a indicadores econômicos robustos nos EUA, além de ser uma forma de prevenção aos desdobramentos na inflação dos ataques de drones nas refinarias da Arábia Saudita. No entanto, a falta de liquidez no mercado monetário ontem e hoje, que exigiu intervenção do Fed, recolocaram as apostas para um corte de 0,25 ponto percentual.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O chairman do Fed, Jerome Powell, concede daqui a pouco, às 15h30, conferência de imprensa para apresentar os fatores que levaram à decisão da autoridade monetária.

Ibovespa cai após a decisão, baixa de 0,33%, enquanto o dólar é negociado a R$ 4,0830. Em Wall Street, o S&P 500 acelerou a queda para 0,4%, enquanto o rendimento dos títulos de 10 anos do Tesouro americano desacelerou a queda em 3,38%, para 1,753%.

Última atualização por Vitória Fernandes - 18/09/2019 - 15:36