Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Faturamento com IPOs em 2018 pode superar 2017, diz estudo Global IPO Trends

Diana Cheng - 15/10/2018 - 17:07

O estudo Global IPO Trends do terceiro trimestre de 2018, realizado pela EY Brasil, prevê para este ano um faturamento com as aberturas de capital em bolsa superior ao de 2017. Isso porque foram realizados mega IPOs de bilhões de dólares, como da empresa chinesa de eletrônicos Xiaomi, com valor de US$5,4 bilhões, e da operadora de torres de telefonia móvel China Tower, com US$6,9 milhões.

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER GRATUITA

Desde o começo do ano de 2018, foram realizadas no Brasil três aberturas de capitais na bolsa. NotreDame (GNDI3) Intermédica e Hapvida (HAPV3), ambas operadoras de saúde, juntamente com o Banco Inter (BIDI4), totalizaram US$ 1,8 bilhão.

Duas empresas brasileiras, no entanto, acessaram o mercado internacional de ações no ano. Em janeiro, a PagSeguro entrou com seu IPO. No mês de setembro, a Arco Educação fez sua estreia na Nasdaq dos EUA.

Eleições

A lentidão no registro de ofertas públicas apresentada nos últimos meses se deve ao período eleitoral do país. As empresas estão aguardando os resultados da eleição presidencial, que sairão no dia 28 de outubro, antes de pensar na possibilidade de abrir seus capitais.

“Já era esperado que os meses de julho, agosto e setembro fossem mais lentos, tendo em vista o cenário eleitoral, que gera insegurança nos investidores internacionais e nacionais”, afirma Guilherme Sampaio, diretor de transações corporativas e líder de IPOs da EY. “Mas a tendência é de retomada quando tudo estiver definido”.

Segundo o levantamento da EY, o terceiro trimestre representou o período mais “calmo” do ano. Devido aos conflitos comerciais entre os EUA, a China e a União Europeia, apenas 302 empresas abriram capital na bolsa, 22% a menos em relação ao ano passado. Em contraposição, os valores das operações cresceram 9%, fechando em US$ 47,1 bilhões, com a entrada de empresas que superaram US$ 1 bilhão em valor de mercado, denominadas unicórnios.

Tecnologia, indústria e saúde são os setores com mais empresas abrindo capitais nas bolsas. O país com maior registro de IPOs no terceiro trimestre de 2018 é os Estados Unidos, com 47 aberturas – uma soma equivalente a US$ 11,9 bilhões.

Última atualização por Diana Cheng - 15/10/2018 - 17:07