Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Se repetir 2002, dólar chega a R$ 5,50 nas eleições

Gustavo Kahil - 18/09/2018 - 19:44

Mesmo que o mercado financeiro venha experimentando um período de instabilidade, um solavanco parecido à disputa eleitoral de 2002, quando Lula foi eleito, levaria o dólar para o nível de R$ 5,50.  A avaliação é da LCA Consultores em um relatório enviado a clientes nesta terça-feira (18). A moeda americana acumula uma valorização de 25% em 2018 e terminou a sessão de hoje negociada a R$ 4,16.

Um falcão ronda o Banco Central

Dois rejeitados, uma presidência: O 2º turno já começou

A consultoria entende que mesmo com a manutenção do cenário de tensão para além de outubro, o risco de uma disparada cambial de proporções semelhantes à verificada na campanha presidencial de 2002 é reduzido.

“Mesmo em nosso cenário adverso, que contempla um desfecho eleitoral pouco tranquilizador (campanha muito polarizada e vitória de um candidato que o mercado avalie ter pouca inclinação e/ou capacidade política para retomar a agenda de reformas liberalizantes), avaliamos que a depreciação cambial, embora deva se acentuar no curto prazo, tenderá a ser mais branda em relação à observada em 2002 e acabará por refluir parcialmente no médio prazo”, destaca a LCA.

A diferença, explica a equipe de economistas, é que a situação das contas externas continua bastante confortável – sobretudo se comparada à situação de 2002.

Leia mais sobre: Dólar, Economia, LCA

Última atualização por Gustavo Kahil - 19/09/2018 - 15:48