Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

São Paulo volta a permitir participação da Taurus em licitações com a PM

Diana Cheng - 09/08/2019 - 16:58
Taurus
A Taurus alega que cumpriu com todas as suas responsabilidades contratuais e acredita que a decisão final será a anulação definitiva da sanção aplicada (Imagem: Youtube da Taurus)

A Taurus (FJTA4)  declarou nesta sexta-feira (9), em nota para a imprensa, que está suspensa a decisão que proibiu a participação da empresa em licitações e contratações com a Polícia Militar (PM) de São Paulo.

Após a PM alegar que o contrato administrativo entre ambas as partes apresentou falhas e as carabinas da empresa foram entregues com problemas técnicos, a empresa de armas foi proibida de licitar com a polícia por dois anos. Em recurso administrativo apresentado à instância superior, a Taurus diz que não há provas sobre tais defeitos.

A empresa de armas ainda ressalta que o processo, instaurado em 2014, refere-se à aquisição de carabinas dos anos 2007 e 2011, período anterior à gestão atual. As carabinas, portanto, estão em uso há anos.

“Estranhamente esse processo ficou parado por mais de 2 anos sem qualquer movimentação até que, coincidentemente, a punição indevida ocorre no momento em que está em curso o processo de licitação internacional n. CMB-340/0006/19 da Polícia Militar para aquisição de 40.000 pistolas”, complementou a fabricante.

Continua depois da publicidade

A Taurus alega que cumpriu com todas as suas responsabilidades contratuais e acredita que a decisão final será a anulação definitiva da sanção aplicada.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Diana Cheng - 09/08/2019 - 16:58