Últimas Notícias Tesouro Direto Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Cripto
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Renda Fixa: Cenário internacional reflete na volatilidade de papéis de longo prazo

Diana Cheng - 11/12/2018 - 14:20

Dados da Anbima ((Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) revelaram que a guerra comercial entre China e Estados Unidos, assim como a incerteza sobre o crescimento da economia norte-americana em 2019, influenciaram nas grandes variações dos índices que refletem papéis de longo prazo de renda fixa. O IMA-Geral, índice da associação, encerrou novembro com alta de 0,76%.

“Em novembro, as maiores dúvidas decorreram do cenário internacional”, afirma Hilton Notini, gerente de Preços e Índices da Anbima. Notini ainda explica que, com as eleições deste ano, o quadro de incertezas se expandiu, o que trouxe volatilidade aos preços dos ativos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Os subíndices IRF-M1+, indicador de variação dos títulos prefixados com vencimentos acima de um ano, IMA-R5, que reproduz as carteiras de NTN-Bs até cinco anos, e IMA-B5+, das carteiras de NTN-Bs acima de cinco anos, oscilaram ao longo do mês, mas fecharam com alta de, respectivamente, 1,17%, 0,14% e 1,52%.

Continua depois da publicidade

Outros subíndices, como o IRF-M1, que reflete os títulos prefixados de até um ano, e o IMA-5, que faz o acompanhamento das letras financeiras do Tesouro em mercado, sofreram menos com as mudanças abruptas do mercado. Por terem vencimentos mais curtos, apresentaram crescimento de, respectivamente, 0,54% e 0,49%.

Quanto aos títulos corporativos, há o IDA-IPCA Infraestrutura, que reflete os resultados das debêntures incentivadas. O subíndice encerrou novembro com retorno de 0,38%, acima do seu referencial mais próximo, o IMA-B5. Foi uma das maiores diferenças de rentabilidade do ano. O motivo se deu pelo aumento da demanda de papéis incentivados, que vem se destacando e trazendo maior liquidez dentro do segmento corporativo.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você