Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Prejuízo do Mercado Livre cresce 89,5% no quarto trimestre de 2018

Equipe Money Times - 27/02/2019 - 9:04

Mercado Livre

O prejuízo líquido do Mercado Livre cresceu 89,5% em relação ao ano de 2017 e fechou 2018 com um número negativo de US$ 6,8 milhões, aponta um documento enviado pela empresa ao mercado nesta quarta-feira (27).

-> Inscrições abertas: Você vai se tornar um investidor completo hoje mesmo (ver vídeo!)

A receita líquida no quarto trimestre, entretanto, cresceu para US$ 428 milhões, um aumento ano a ano de 19,5% em dólar e 61,8% em uma base de moeda constante.

As receitas do marketplace aumentaram 13,5% ano a ano em US$ e 51,9%, em moeda constante, enquanto as receitas não relacionadas ao marketplace tiveram um crescimento de 27% em relação ao ano anterior em dólar e 74,2% em moeda constante.

As despesas operacionais totais foram de US$ 205,6 milhões, 23,3% abaixo do registrado no ano anterior. Como percentual das receitas, as despesas operacionais representaram 48%, contra 74,8% no quarto trimestre de 2017.

“Os números do último trimestre demonstram que mantivemos o nosso foco em proporcionar a melhor experiência para os usuários do nosso marketplace de maneira sustentável e equilibrada com os resultados financeiros da companhia. Com o mesmo princípio, seguimos avançando com Mercado Pago, que em dezembro anunciou que o saldo da carteira digital dos seus quase 2,5 milhões de usuários ativos passaria a render acima da poupança e sem cobrança de tarifa, incrementando a sua oferta e se consolidando como a fintech mais completa do mercado”, comenta Stelleo Tolda, COO do Mercado Livre.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Mercado Pago

O volume total de pagamentos com Mercado Pago ultrapassou a marca de US$ 5 bilhões pela primeira vez, alcançando US$ 5,3 bilhões, um aumento de 22,1% em dólar e de 68,5% em moeda constante – sem considerar o impacto cambial – em relação ao quarto trimestre de 2017. O total de transações de pagamentos aumentou 71,7%, totalizando 125,6 milhões de transações no trimestre.

Marketplace

O volume de vendas (Gross Merchandise Volume – GMV) superou a marca de US$ 3 bilhões, atingindo US$ 3,2 bilhões, uma queda de 10,6% em relação ao ano anterior em dólar, e um aumento de 17,6% em moeda constante.

Considerando o recorte apenas o mercado brasileiro, o GMV cresceu 24,4% no trimestre, o que aponta consistência na evolução das vendas mesmo com a base de comparação de crescimento acelerado do último trimestre de 2017, quando o GMV aumentou 71,3%.

Foram vendidos no marketplace do Mercado Livre 85,6 milhões de itens, alta de 5,4% em relação ao mesmo trimestre de 2017, contra 57,5% obtidos no mesmo período do ano passado. A redução em relação ao ano anterior é atribuível ao lançamento no Brasil, no último trimestre, de uma taxa fixa de R$ 5 para itens abaixo de R$ 120 e exclusão de anúncios abaixo de R$ 6.

A quantidade de compradores únicos cresceu 7,5% no quarto trimestre, contra 9,4% no terceiro trimestre. Essa taxa de crescimento em queda é atribuível principalmente a ajustes de preços, incluindo a eliminação de itens de baixo valor na plataforma e a obrigatoriedade de pagamentos no Chile e na Colômbia, o que também afetou temporariamente o crescimento de compradores únicos.

Última atualização por Gustavo Kahil - 27/02/2019 - 9:05