Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Maia diz não ter pressa para analisar criação da CPI da Lava Jato

Reuters - 18/09/2019 - 19:19
rodrigo-maia
Ao reafirmar a necessidade de avaliar se há fato determinado bem delimitado no pedido de criação da CPI, o deputado argumentou que o caso precisa ser avaliado com cuidado (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira não ter pressa para analisar se autoriza a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas violações cometidas por Moro, quando era juiz da operação Lava Jato, e procuradores da força-tarefa em Curitiba.

Ao reafirmar a necessidade de avaliar se há fato determinado bem delimitado no pedido de criação da CPI, o deputado argumentou que o caso precisa ser avaliado com cuidado, para não gerar instabilidade e não interferir na harmonia entre os Poderes.

“Qualquer decisão de abrir uma CPI contra outro Poder precisa ser muito bem avaliada”, disse Maia a jornalistas.

“Por isso eu não tenho pressa, por isso que não é qualquer fato determinado que vai me fazer instalar essa CPI.”

O presidente da Câmara comentou ainda a movimentação de senadores encampando a CPI da Lava Toga, com poder de, na opinião dele, desestabilizar o Supremo Tribunal Federal (STF).

“O que a gente precisa é de harmonia, de equilíbrio”, defendeu Maia.

“Não é uma decisão fácil, não é um fato determinado qualquer, e como eu disse, eu olho sempre para a CPI do Senado, eu sempre olhei aquilo com muita preocupação.”

Protocolado com apoio de parlamentares de PDT, PSB, PCdoB e PSOL, o pedido de CPI argumenta que teria havido um “provável conluio” entre autoridades, fato esse que pode ter acarretado “processos corrompidos em termos de violações de garantias fundamentais e à negativa de direitos”.

Última atualização por Renan Dantas - 18/09/2019 - 19:21