Últimas Notícias Cotações Governo Bolsonaro Comprar ou Vender Empresas Economia
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

CCR anuncia Leonardo Vianna como novo presidente

Gustavo Kahil - 20/07/2018 - 23:03

A CCR (CCRO3) anunciou nesta sexta-feira que o engenheiro Renato Alves Vale, 70 anos, que liderou a companhia desde sua fundação, deixará o cargo de presidente no próximo dia 31, informou em um comunicado enviado ao mercado.

O novo CEO será Leonardo Couto Vianna, que ocupava o cargo de presidente da divisão de Mobilidade  desde 2017. Formado em Engenharia Civil pela Fundação Mineira de Educação e Cultura e em Direito pela Universidade Paulista (Unip), Leonardo ingressou na NovaDutra como gerente de Engenharia em 1996, passando a diretor da NovaDutra em 1998, de onde seguiu, em 2002, para a diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios da CCR, cargo que ocupou até 2017.

A CCR Mobilidade passará a ser dirigida pelo engenheiro Italo Roppa, que ocupava o cargo de presidente da divisão Rodovias SP. O atual presidente da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, Paulo César de Souza Rangel, substitui Roppa na CCR Rodovias SP.

Reestruturação

Esta movimentação faz parte de mais uma etapa de um processo de reestruturação iniciado em 2014 com o “Programa de Identificação e Desenvolvimento de Lideranças Estratégicas”, com o apoio da Fundação Dom Cabral, explica a empresa.

“A reestruturação, ainda em curso, contou ainda com as contribuições de consultorias internacionais no tocante à estruturação societária e aos aspectos de avaliação de liderança, objetivando trazer subsídios tanto para o desenvolvimento dos executivos quanto para o planejamento sucessório dos primeiros níveis organizacionais”, destaca.

No contexto societário, já foram criadas as Divisões de Negócios (CCR Rodovias SP, CCR Rodovias BR, CCR Mobilidade e CCR Aeroportos) visando a especialização e segregação dos negócios do Grupo. Estão sendo realizados agora os procedimentos para transferência de ativos para cada uma das Divisões de Negócios.

No âmbito da avaliação de liderança, este processo de movimentação iniciou-se há quatro anos e compreendeu abrangente avaliação não apenas dos negócios da CCR, mas também dos quadros diretivos da Companhia, resultando em intervenções estruturais na gestão.