Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bolsonaro já não é mais bem avaliado pela maioria, diz XP/Ipespe

Bruno Andrade - 24/05/2019 - 10:43
Dos entrevistados,  36% reprovam o governo (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O presidente da república, Jair Bolsonaro, registrou pela primeira vez uma avaliação negativa maior do que a positiva. Dos entrevistados, 36% avaliam o governo como ruim, uma alta de 5 pontos percentuais. Já os que vêm o governo com bons olhos, totalizam 34% dos entrevistados. Por sua vez, 26% consideram o governo regular.

Segundo a pesquisa, divulgada pela XP/Ipespe nesta sexta-feira (24), a população que não vê o governo com bons olhos está aumentando drasticamente desde fevereiro. Ao mesmo tempo, a avaliação positiva entra em trajetória de queda desde o segundo mês do ano.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Fatores

A queda na popularidade do presidente ocorreu por vários motivos. O primeiro pode ser falta de articulação política do presidente com o Congresso: segundo a pesquisa apenas 4% vê o relacionamento de Bolsonaro com o legislativo de forma satisfatória. Entretanto, 20% dos entrevistados culpam somente o Congresso pelas derrotas do governo na casa.

Um segundo fator pode ser o desgaste interno do próprio governo, que foram evidenciados em diversos episódios, como o caso Bebianno, os ataques sofridos por Hamilton Mourão, o racha entre militares e “olavistas “, e os escândalos de corrupção envolvendo o filho do presidente  o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Por fim, a pesquisa ainda perguntou sobre as manifestações contra o contingenciamento de verbas na educação. 57% disseram que os atos tiveram importância. Por outro lado, 38% afirmaram que os protestos foram insignificantes. Para 86% dos entrevistados,as manifestações acontecerão novamente.

A pesquisa recolheu informações de 1000 entrevistados entre 20 e 21 de maio. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Última atualização por Bruno Andrade - 24/05/2019 - 11:44