Últimas Notícias Imóveis Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Fast MT

BC anuncia leilão de linha de R$ 3 bi na segunda

Agência Brasil - 22/06/2018 - 18:19

O Banco Central informou que continuará ofertando contratos de swap cambial na próxima semana. Nesta sexta-feira (22), a autoridade realizou um novo leilão extraordinário de swap cambial (venda futura da moeda norte-americana) na tentativa de manter estável a cotação do dólar.

O BC injetou US$ 1 bilhão, totalizando US$ 5 bilhões dos US$ 10 bilhões disponíveis para semana, porém a cotação da moeda fechou em alta de 0,53%, valendo R$ 3,7831. A moeda norte-americana fechou a semana valorizada em 1,42%. “O BC reafirma que não vê restrições para que o estoque de swaps cambiais exceda consideravelmente os volumes máximos atingidos no passado”, mostra a nota.

Além disso, o Banco Central realizará na próxima segunda-feira (25) leilão de linha (venda de dólares com compromisso de recompra)  no valor de US$ 3 bilhões. “Por fim, é importante ressaltar que o BC e o Tesouro Nacional continuarão a atuar de forma coordenada no mercado de juros para prover liquidez e contribuir para o seu bom funcionamento”, ressalta o BC.

Na semana passada, em São Paulo, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, defendeu a intensificação do uso de swaps cambiais, em coordenação com o Tesouro Nacional, para dar liquidez ao mercado de juros, e afirmou que a instituição poderia ir além do recorde de recursos utilizado no passado, de US$ 115 bilhões. “Vamos intensificar seu uso no curto prazo”, declarou.

Na última terça-feira (19), no entanto, com menos pressões do mercado internacional, o Banco Central (BC) deixou de vender dólares no mercado futuro pela primeira vez desde 11 de maio.

Nesta sexta-feira (22), apesar das intervenções do BC com a realização de um leilão extraordinário de swap cambial na tentativa de manter estável a cotação do dólar, a cotação da moeda fechou em alta de 0,53%, valendo R$ 3,7831. O BC injetou US$ 1 bilhão, totalizando US$ 5 bilhões dos US$ 10 bilhões disponíveis para semana.

Leilões extraordinários

Em ação coordenada com o BC, o Tesouro Nacional confirmou a realização de leilões de compra e de venda dos seguintes de títulos da dívida pública na semana que vem. Nos dias 25, 27 e 27 de junho, serão negociadas Notas do Tesouro Nacional Série F (NTN-F), com com vencimentos em 01/01/2023, 01/01/2025, 01/01/2027 e 01/01/2029, além de Letras do Tesouro Nacional (LTN), com vencimentos em 01/07/2020, 01/07/2021 e 01/01/2022.

Já nos dias 26 e 28 de junho, serão realizados leilões de Notas do Tesouro Nacional, série B (NTN-B), com vencimentos em 15/08/2020, 15/05/2021, 15/08/2022 e 15/05/2023. As portarias dos referidos leilões serão divulgadas no dia útil imediatamente anterior às respectivas ofertas. O Tesouro Nacional poderá ainda realizar leilões adicionais, caso avalie ser necessário, disse o órgão.

Ainda segundo o Tesouro, ficam cancelados os leilões tradicionais de venda de Notas do Tesouro Nacional, série B (NTN-B) e de títulos prefixados (NTN-F e LTF) que estavam previstos para os dias 26 e 28 de junho.

Últimas Notícias