Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Banco do Brasil indica nova oferta de ações de R$ 2,9 bilhões

25/09/2019 - 20:14
Ao preço de hoje, a oferta poderia girar em torno de R$ 2,914 bilhões (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

O Banco do Brasil (BBAS3) poderá vender até 64 milhões de ações do banco que possui em sua tesouraria, informou em um comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (25).

De acordo com a nota, o Conselho de Administração irá definir e implementar a melhor estrutura da negociação, “tendo em vista o dinamismo do mercado e a flexibilidade e rapidez necessárias para resguardar os interesses do Banco do Brasil e do conjunto de seus acionistas”.

Ao preço de hoje, a oferta poderia girar em torno de R$ 2,914 bilhões.

Uma das alternativas propostas pela instituição financeira para conduzir a venda seria a participação de uma oferta pública secundária de ações do banco detidas pelo FI-FGTS.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Mais dinheiro

O banco estatal também informou hoje que poderá receber R$ 1,8 bilhão da controlada BB Seguridade (BBSE3) como resultado de uma redução de capital da seguradora no valor de R$ 2,7 bilhões, mostra um comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (25).

De acordo com a nota, o BB Seguridade considera o capital social “excessivo”. A seguradora também fará um aumento do capital social no montante de R$450 milhões, por meio da capitalização da reserva legal.

“O movimento proposto é resultado do comprometimento da companhia com a gestão eficiente do seu capital”, afirma o BB Seguridade.

Banco de investimento

Ao lado dos últimos desenvolvimentos, o BB anunciou nesta segunda-feira um memorando de entendimento com o banco suíço UBS para formação de uma parceria das instituições na área de banco de investimento e corretora de valores no Brasil e outros países da América do Sul.

“A intenção é que UBS seja acionista majoritário da parceria que seria estabelecida pela contribuição de ativos do BB e do UBS, de acordo com os termos e condições definitivos…ainda em discussão”, afirmou o BB em comunicado ao mercado.

Última atualização por Gustavo Kahil - 25/09/2019 - 21:38