Últimas Notícias IR 2018 Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Senadores podem discutir hoje reinvindicações de caminhoneiros

45 minutos atrás
Senado

Senado

Há informações, não confirmadas, de que o presidente da Casa, Eunício Oliveira, se reunirá com parlamentares para discutir o andamento de propostas que atendam às reivindicações dos caminhoneiros.

A categoria – em greve desde segunda-feira (21) – fechou ontem (24) um acordo com o governo para a suspensão do movimento por 15 dias.

Fique por dentro: O Senado realiza sessão não deliberativa, mas pode convocar sessão extraordinária.

Sabesp solicita esclarecimentos e revisão sobre reajuste de tarifas

3 horas atrás
Sabesp

Sabesp

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) (SBSP3) informou ao mercado nesta sexta-feira (25) que, em relação à 2ª Revisão Tarifária Ordinária da companhia, protocolou junto a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (ARSESP) um pedido de revisão do ajuste compensatório na receita, custo de energia elétrica e investimentos.

A empresa também solicita esclarecimentos sobre os motivos que levaram à redução significativa nas projeções finais do OPEX para o período de 2017 a 2020, além da revisão dos cálculos do Fator X, do ajuste compensatório pelo atraso na aplicação da 2ª Revisão Tarifária Ordinária e do cálculo do componente financeiro referente a fundos municipais.

A ARSESP determinou no início do mês que a Sabesp reajustasse as tarifas em apenas 3,5070%. A notícia foi mal recebida pelos investidores na ocasião. A proposta preliminar de reajuste era de 4,8% – cifra até então questionada pela companhia, já que a proposta da Sabesp era de 5,45%.

Desde o anúncio da revisão da tarifa, as ações da Sabesp acumulam perdas de 20,23%.

Senadores estão divididos quanto à isenção PIS/Cofins do diesel

17 horas atrás
Senado
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Apesar de serem solidários aos caminhoneiros, diversos senadores defenderam cautela na votação do projeto da reoneração da folha de pagamento. Os deputados incluíram nessa revisão a isenção do PIS/Cofins do diesel.

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) cobrou os valores da renúncia para que o país como um todo não pague por essa conta. A opinião é a mesma do senador José Agripino Maia (DEM-RN).  Entretanto, outros parlamentares argumentam que o governo arrecadou muito com o reajuste no preço dos combustíveis nos últimos meses.

O senador José Pimentel (PT-CE) citou ainda os recursos com a própria reoneração da folha de pagamento.

O governo estima uma renúncia de R$ 14,4 bilhões com a isenção do PIS/Cofins do diesel.

Ibovespa cai 1% puxado pela forte queda nas ações da Petrobras

18 horas atrás
(Crédito: Divulgação/Bovespa)

A bolsa paulista terminou o pregão com queda nesta quinta-feira (24), com o Ibovespa (IBOV) recuando 1%. A baixa foi puxada pelo tombo superior a 10% nas ações da Petrobras (PETR3PETR4).

A companhia decidiu ontem (23) reduzir o preço do diesel nas refinarias em 10% por 15 dias. A notícia foi mal recebida pelos investidores. A expectativa é que a diminuição no valor do combustível deve resultar em perda de R$ 350 milhões em receita.

Além da possível saída do presidente Pedro Parente do comando da estatal, investidores especulam também o risco de interferência política na companhia, principalmente após a empresa ter reajustado os preços do diesel por pressão do governo e por causa dos protestos de caminhoneiros em todo o país.

Na contramão, dirigentes da estatal garantiram que a decisão de reduzir o preço do diesel foi “empresarial”.

Segundo dados preliminares, o Ibovespa caiu 1,04%, atingindo 80.027 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 15,6 bilhões.

Decisão judicial adia ofertas pela Eletropaulo para 4 de junho

21 horas atrás
AES Eletropaulo

Eletropaulo

A italiana Enel e a Neoenergia, do grupo espanhol Iberdrola, que têm travado uma disputa pela compra da Eletropaulo (ELPL3), não poderão apresentar eventuais ofertas para aquisição da distribuidora paulista até a realização de leilão agendado para ocorrer em 4 de junho, e não mais nesta quinta-feira (24), conforme previsto anteriormente.

A informação foi divulgada pela Eletropaulo em comunicado ao mercado. A companhia relata que recebeu notificação da Neoenergia sobre decisão da 2ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem do Foro da Comarca de São Paulo, que estabelece as regras para a concorrência pela Eletropaulo. A decisão estabelece que o leilão em 4 de junho terá Enel e Neonergia competindo “pelo
melhor preço, juntamente com eventuais terceiros que tenham manifestado o seu interesse até esta data”.

As ações ordinárias da Eletropaulo operavam há instantes com ligeira alta de 0,40%, negociadas a R$ 34,89.

Votação no Senado de projeto de isenção do diesel está indefinida

22 horas atrás

Caiado

A votação do projeto de Lei 8456/17, que acaba com a desoneração da folha de pagamento para a maioria dos setores hoje beneficiados não deve ter no Senado a mesma pressa que teve na Câmara. A aprovação da matéria é importante para tentar encerrar a greve dos caminhoneiros, uma vez que o substitutivo do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) também isenta o óleo diesel das alíquotas do PIS e da Cofins até 31 de dezembro de 2018.

Além da resistência do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), em votar propostas que vêm da Câmara a toque de caixa, o texto chegará ao Senado no momento em que quatro medidas provisórias trancam a pauta da Casa. De acordo com o regimento interno, mesmo se tramitar em regime de urgência, a matéria só poderá ser discutida e votada no plenário depois que essas MPs forem apreciadas. Outro problema é o feriado de Corpus Christi na semana que vem (31), que tradicionalmente deixa a Casa com quórum esvaziado.

Até o fechamento dessa reportagem a Secretaria-Geral da Mesa do Senado ainda não havia recebido o texto aprovado ontem (23) pelos deputados.

Ontem, em uma votação acelerada, a Câmara dos Deputados concluiu nessa quarta-feira (23) a apreciação do projeto que acaba com a desoneração de 28 dos 56 setores da economia atualmente desonerados para reduzir tributos cobrados sobre o óleo diesel. Segundo o relator, a alíquota zero na contribuição vai permitir uma queda de cerca de 14% no preço final do óleo diesel.

Brasil será declarado nesta quinta-feira país livre da febre aftosa

1 dia atrás
(Crédito: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) declara oficialmente nesta quyinta-feira (24) o Brasil como país livre da febre aftosa com vacinação.

A diretora-geral da OIE, Monique Eloit, entregará o certificado sanitário ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, em Paris (França).

 

Avião da Força Aérea Brasileira cai no Rio; pilotos conseguem ejetar

1 dia atrás
(Crédito: Agência Brasil)

Um avião F5 da Força Aérea Brasileira (FAB) sofreu uma pane e caiu na manhã de hoje (24) na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a Aeronáutica, os pilotos conseguiram ejetar da aeronave antes da queda.

De acordo com a Aeronáutica, a pane ocorreu depois de o avião decolar da Ala 12 da Base Aérea de Santa Cruz, por volta das 7h40.

A PRF informou que a aeronave caiu nas proximidades da Rodovia Rio-Santos (BR-101), próximo à Cidade das Crianças, mas não chegou a atingir a rodovia.

Ainda não é a hora de comprar a ação da Multiplus, avalia o Itaú BBA

2 dias atrás

O analista Alexandre Spada do Itaú BBA esteve reunido com o CEO da Multiplus (MPLU3), Roberto Medeiros e o CFO, Ronald Domingues, na 13ª Conferência de Nova Iorque do banco e saiu de lá com uma visão positiva para a perspectiva de que o resultado de alguns projetos ainda em fase inicial possa favorecer a geração de ganhos por ação no futuro.

De acordo com o relatório, apesar de o valuation companhia não estar caro, a dinâmica dos lucros continue desafiadora por mais alguns trimestres, o que impede que a Multiplus seja uma das ações preferidas do analista no setor. A recomendação de market perform (desempenho em linha com a média do mercado) foi mantida, com preço justo de R$ 33 para o final de 2018.

Hypera indica 3 membros para comitê de apuração interna

2 dias atrás

Hypermarcas

A Hypera (HYPE3) indicou Andrew Jánszky, Antonio Luis Pizarro Manso e José Luis de Salles Freire como membros do Comitê Independente constituído para coordenar a apuração interna de irregularidades.

A empresa é alvo de investigações na operação Tira-Teima, que investiga vantagens indevidas por parte de um grupo empresarial e políticos com base na delação premiada de Nelson José de Mello, ex-diretor de relações institucionais da Hypera.

Segundo o comunicado, o Comitê iniciará suas atividades com a maior brevidade possível e será assessorado por escritório de advocacia e por empresa de auditoria de primeira linha, a serem escolhidos pelo próprio Comitê, de forma a assegurar que as investigações sejam conduzidas por profissionais habilitados, experientes e independentes.

“Ao final de suas atividades, o Comitê Independente deverá apresentar suas conclusões ao Conselho de Administração da Companhia, para que este possa deliberar quanto às medidas necessárias”, explica a Hypera.

Papéis da Petrobras despencam em NY após corte de preços

2 dias atrás

Os papéis da Petrobras (PBR) negociados em Nova York, que representam as ações ordinárias (PETR3), caem 9,3% nas negociações do after-market após terem recuado 3,76% no pregão regular.

A estatal irá cortar o diesel em 10% por 15 dias, o que representa uma média de R$ 0,23 o litro, disse o presidente da estatal, Pedro Parente, em uma entrevista coletiva, no Rio de Janeiro, hoje. A ideia é não prorrogar este prazo.

 

Petrobras irá perder R$ 350 milhões por corte no preço do diesel

2 dias atrás
Petrobras

A Petrobras (PETR3; PETR4) estima que a medida levará a uma redução de receita de R$ 350 milhões nos 15 dias. Considerando impostos e outras despesas que incidiriam nesse valor, o impacto no caixa da empresa é calculado em aproximadamente R$100 milhões. Como a decisão é exclusivamente da diretoria da empresa, essa perda não é reembolsada pelo governo federal.

De acordo com Pedro Parente, a medida se justifica ainda porque a continuidade da paralisação poderia gerar outras perdas à Petrobras, já que o funcionamento das refinarias também depende do transporte rodoviário. “As nossas operações também são prejudicadas. Então faz sentido buscar a adoção dessa medida tendo em vista inclusive a garantia de normalização do funcionamento de todas as empresas do Brasil, inclusive da Petrobras”.

A diretoria da estatal avaliou que, num caso extremo em que a paralisação persistisse e a produção nas refinarias fosse totalmente interrompida, o faturamento poderia cair em torno de R$ 90 milhões por dia. “A ideia é evitar impactos negativos tanto para a população como para as operações da nossa própria empresa. É uma medida de caráter excepcional. Não representa uma mudança na política de preços da Petrobras”, acrescentou Parente.

Petrobras cede e corta diesel em 10% por 15 dias

2 dias atrás
Pedro Parente

A Petrobras (PETR3; PETR4) irá cortar o diesel em 10% por 15 dias, o que representa uma média de R$ 0,23 o litro, disse o presidente da estatal, Pedro Parente, em uma entrevista coletiva, no Rio de Janeiro, hoje.  Com isso, o preço médio de venda da Petrobras nas refinarias e terminais sem tributos será de R$ 2,1016 por litro a partir de amanhã. A ideia é não prorrogar este prazo.

Os papéis da Petrobras (PBR) negociados em Nova York, que representam as ações ordinárias (PETR3), caem 9,3% nas negociações do after-market após terem recuado 3,76% no pregão regular.

O anúncio vem em meio ao aumento da crise criada com os protestos contra o aumento do preço dos combustíveis. Esta decisão, explica o executivo, não representa uma mudança na política de preços da Petrobras, que será retomada após este período.

“A diretoria executiva entendeu que a empresa deveria dar uma contribuição para a construção de um ambiente de trégua e decidiu reduzir o preço do diesel nas refinarias em 10% por 15 dias”, disse Parente. Segundo ele, o governo não participou da construção desta saída.

“Não vejo que a nossa independência ou autonomia tenha sido arranhada. Foi uma decisão unânime da diretoria da Petrobras”, afirmou Parente. Ele ainda ressaltou que o momento do Brasil precisa de um momento sem dogmas para abrir um diálogo construtivo.

Em comunicado, a estatal disse que a medida é de caráter excepcional e visa dar espaço ao governo e aos representantes dos caminhoneiros para encontrar uma solução que tenha impacto definitivo nos preços do diesel
comercializados no Brasil.

“Na visão da Petrobras, esta negociação passa necessariamente pela discussão de reduções da carga tributária federal e estadual incidente sobre este produto, uma vez que representam a maior parcela na formação dos preços do combustível”, diz a nota.

Impacto financeiro

A Petrobras estima que a medida levará a uma redução de receita de R$ 350 milhões nos 15 dias. Considerando impostos e outras despesas que incidiriam nesse valor, o impacto no caixa da empresa é calculado em aproximadamente R$100 milhões. Como a decisão é exclusivamente da diretoria da empresa, essa perda não é reembolsada pelo governo federal.

De acordo com Pedro Parente, a medida se justifica ainda porque a continuidade da paralisação poderia gerar outras perdas à Petrobras, já que o funcionamento das refinarias também depende do transporte rodoviário. “As nossas operações também são prejudicadas. Então faz sentido buscar a adoção dessa medida tendo em vista inclusive a garantia de normalização do funcionamento de todas as empresas do Brasil, inclusive da Petrobras”.

A diretoria da estatal avaliou que, num caso extremo em que a paralisação persistisse e a produção nas refinarias fosse totalmente interrompida, o faturamento poderia cair em torno de R$ 90 milhões por dia. “A ideia é evitar impactos negativos tanto para a população como para as operações da nossa própria empresa. É uma medida de caráter excepcional. Não representa uma mudança na política de preços da Petrobras”, acrescentou Parente.

BRF anuncia fechamento de fábricas por greve dos caminhoneiros

2 dias atrás

A BRF (BRFS3) anunciou nesta quarta-feira (23) que, em consequência da greve dos caminhoneiros, quatro unidades de abate de frangos e suínos tiveram as suas atividades completamente suspensas hoje pela manhã, em Nova Marilândia (MT), Dois Vizinhos (PR), Toledo (PR) e Campos Novos (SC).

“A medida decorre da falta do recebimento de matéria-prima, interrompida preventivamente no campo para não comprometer o bem-estar dos animais”, disse a empresa.

Além disso, outras seis unidades terão paralisação parcial nesta quarta-feira, explica a BRF. Elas estão localizadas em Rio Verde (GO), Uberlândia (MG), Dourados (MS), Toledo (PR), Chapecó (SC) e Garibaldi (RS).

Existe ainda o risco iminente de outras seis fábricas de processamento pararem parte da produção ao longo do dia por utilização de toda a capacidade de estoques: Campos Novos (SC), Concordia (SC), Herval do Oeste (SC), Dois Vizinhos (PR), Francisco Beltrão (PR) e Marau (RS).

A BRF informa também que diversos insumos utilizados na industrialização dos alimentos não foram entregues ontem, dia 22. Além disso, 10% da ração destinada aos animais não foram entregues aos produtores – impactando a alimentação de cerca de 1 milhão de animais.

“A companhia reforça que a impossibilidade de transporte de insumos e produtos causa perdas irreparáveis para a empresa, colaboradores e produtores rurais, assim como compromete severamente o bem-estar animal e prejudica consumidores”, conclui a companhia.

Queda de ação da Ecorodovias é oportunidade, avalia Planner

2 dias atrás

A Planner avalia que a queda das ações da Ecorodovias (ECOR3) em 2018, que chega a quase 30%, é uma oportunidade de compra. Segundo um relatório da corretora enviado a clientes, a empresa tem apresentado crescimento de tráfego, com aumento da receita e dos lucros nos últimos trimestres.

“Não vemos razão para uma queda tão pronunciada da ação e acreditamos que, em vista do crescimento esperado dos lucros e das expectativas positivas com as aquisições recentes, este pode ser um bom momento de compra, aproveitando-se da fraqueza das cotações”, aponta o analista Luiz Francisco Caetano. O preço-alvo foi revisado de R$ 11,80 para R$ 12.

Petrobras convida imprensa para entrevista coletiva surpresa

2 dias atrás

A Petrobras convidou a imprensa para uma entrevista coletiva, no Rio de Janeiro, hoje às 19h. O tema não foi divulgado, mas o convite vem em meio ao aumento da crise criada com os protestos contra o aumento do preço dos combustíveis.

 

Maia: R$ 25 bi do Fundo Soberano podem ir para gasolina e gás de cozinha

2 dias atrás

O presidente da Câmara informou nesta quarta-feira (23) que a redução do preço da gasolina e do gás de cozinha poderão entrar na pauta de discussões durante a votação da Medida Provisória 830/18, que acaba com o Fundo Soberano do Brasil – espécie de poupança criada em 2008 para ser usada em momentos de crise.

“Queremos ampliar para gasolina, mas queremos fazer as contas antes.” Maia calcula que, com a medida provisória do Fundo Soberano, entrarão no caixa do governo R$ 25 bilhões. “Aí queremos discutir gás de cozinha e gasolina”, completou.

Azeredo é considerado foragido; Justiça expediu mandado de prisão nessa terça

2 dias atrás

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo, do PSDB, já é considerado foragido. Um mandado de prisão foi expedido pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, nessa terça-feira (22), depois que os cinco desembargadores da 5ª Câmara Criminal rejeitaram recurso da defesa de Azeredo no processo do chamado mensalão tucano.

Cemig: BTG eleva preço-alvo após revisão tarifária

2 dias atrás
Cemig

Cemig

O BTG Pactual elevou o preço-alvo para as ações da Cemig (CMIG4) após a Aneel apresentar o reajuste para a distribuidora de energia mineira. A estimativa de valor para cada papel subiu de R$ 8,50 para R$ 9,50. A recomendação neutra foi reiterada. A empresa vai ter um aumento médio de tarifas de 23,19%. Para os consumidores residenciais, o aumento será de 18,53% e para as indústrias, o preço irá subir 35,56%.

“Embora vejamos a conclusão do processo de revisão tarifária como muito positiva para a Cemig em termos de fluxo de caixa adicional, ainda acreditamos que a tão esperada venda de ativos seja necessária antes de nos tornarmos mais otimistas com o nome, embora as eleições estaduais também possam ser um catalisador positivo”, apontam o analista Joao Pimentel.

De acordo com a Aneel, “a revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos”. No caso da Cemig as revisões ocorrem a cada 5 anos.

Eletrobras despenca mais de 10% com retrocesso em privatização

2 dias atrás

As ações da Eletrobras despencam nesta quarta-feira (23) em reação ao anúncio de que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, decidiu não votar a Medida Provisória 814/17, que permitia que a Eletrobras fosse incluída pelo governo no Programa Nacional de Desestatização (PND). Esse era um dos pontos mais polêmicos da MP e já havia sido retirado do texto pelo deputado Julio Lopes (PP-RJ).

Os papéis ordinários (ELET3) retrocedem 12%, para R$ 15,87, enquanto os preferenciais de classe B (ELET6) despencam 9,66%, a R$ 18,69.