Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Fala de Maia reverte queda e Ibovespa fecha em alta em sessão volátil

Investing.com Brasil - 15/04/2019 - 18:53
Coube a uma declaração do presidente da Câmara Rodrigo Maia para trazer um pequeno otimismo (Imagem: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Por Investing.com

A semana inicia com o fim do ciclo de quatro pregões consecutivos encerrados no vermelho do Ibovespa na semana passada. No entanto, a alta de hoje não aponta uma retomada bullish para o principal índice acionário brasileiro, que oscilou nos terrenos positivo e negativo em sintonia com sinais enviados da audiência da CCJ na Câmara.

Coube a uma declaração do presidente da Câmara Rodrigo Maia para trazer um pequeno otimismo, o suficiente para o Ibovespa fechar em alta de 0,22% a 93.082,97 pontos, enquanto o dólar também foi influenciado pela fala de Maia e fechou com queda de 0,52% a R$ 3,8688.

Como declarar investimentos no IR? Baixe agora o nosso guia completo

Invista em Imóveis de Maneira Inteligente e Seja Dono dos Maiores Empreendimentos do Brasil [SAIBA COMO] <<<

Maia afirmou durante evento das revistas Exame e Veja de que observa a instalação da Comissão Especial – próxima etapa da tramitação da reforma da Previdência na Câmara – na próxima semana ou na seguinte. Além disso, avalia que há possibilidade de o sistema de capitalização ser aprovado desde que seja um sistema híbrido e haja garantia de pagamento de um salário mínimo. O deputado se mostrou otimista da aprovação de uma reforma com medidas que se aproxime do objetivo do ministro da Economia Paulo Guedes de economia de R$ 1 trilhão em 10 anos.

Em relação à conturbada sessão da CCJ nesta segunda-feira, Maia disse que não haverá impacto se a pauta na Comissão for invertida, sem interferir na aprovação do texto na reforma ainda nessa semana. Horas antes de iniciar a sessão da CCJ, não houve acordo entre líderes para os procedimentos a serem analisados na sessão, com a apreciação da PEC do Orçamento impositivo ser avaliado primeiro em vez da PEC da Previdência, com risco de obstrução pela oposição e atraso no trâmite da reforma. Maia, entretanto, minimizou o risco de esse cenário acontecer.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Petrobras (PETR4)

Após a reação negativa em relação ao veto do reajuste do preço do diesel pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira, quando as ações da Petrobras caíram 7,75%, a estatal começou o dia com alta de mais de 2%. No meio da sessão, no entanto, acabou sucumbindo com a queda do preço internacional do petróleo. Mas a fala de Maia trouxe as ações novamente ao campo positivo, pelo menos a PETR4, que fechou em alta de 0,39% a R$ 25,93. Porém, a PETR3 (PETR3) caiu 0,07% a R$ 29,11.

O mercado segue com cautela se a pressão do Palácio do Planalto teve contorno intervencionista ou foi pragmática para evitar danos à economia brasileira com a eventual eclosão de uma greve dos caminhoneiros. O presidente Jair Bolsonaro e ministro da Economia, Paulo Guedes, reúnem-se nesta segunda-feira, e o tema deve estar na pauta, entre outros assuntos. No fim de semana, Guedes disse que qualquer atitude do presidente que não seja “muito razoável” pode ser solucionada com conversa.

Outras ações

BR Distribuidora (BRDT3) e Cosan (CSAN3) avançaram cerca de 4 e 2 por cento, respectivamente, tendo no radar perspectivas sobre o consumo de combustível no contexto de eventual represamento de preço nas refinarias. Ultrapar (UGPA3) encerrou com acréscimo de 1,4 por cento. Neste ano, as distribuidoras não estão conseguindo repassar grande parte das altas realizadas pela Petrobras. Nos primeiros três meses do ano, o diesel subiu apenas 3 por cento nos postos, contra avanço de 18,5 por cento nas refinarias da Petrobras.

Ecorodovias (ECOR3) cedeu 4,2 por cento, maior queda do Ibovespa, tendo de pano de fundo notícia da sexta-feira de que a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na controlada indireta Eco 101, no Espírito Santo, no âmbito da operação “Infinita Highway”, que tem foco na apuração de eventuais irregularidades relacionadas a laudos técnicos sobre a situação de rodovia. A empresa disse que instaurou auditoria interna para apurar os fatos. A rival CCR (CCRO3), recuou 2,7 por cento, segunda maior baixa da sessão.

Cielo (CIEL3) caiu 2,5 por cento, conforme segue pressionada pelo ambiente de maior competição entre as companhias de meios de pagamentos no país. Analistas do Bradesco BBI veem a empresa intensificando sua estratégia de preços agressiva. Mais cedo, o indicador de vendas do varejo nacional apurado pela companhia (ICVA) indicou recuo de 0,7 por cento em março ante igual mês de 2018, no pior resultado do índice em meses

Petróleo

O anúncio na sexta-feira que o número de plataformas na produção de xisto nos EUA aumentou impulsionou a queda dos preços de petróleo. O pano de fundo é a probabilidade de elevação da produção nos EUA com a escalada de preço devido ao corte da oferta proporcionado pelos países membros da OPEP e seus aliados.

O cartel vai se reunir na próxima quarta-feira para discutir a próxima etapa de restrição da produção. A decisão do grupo deve ser tomada apenas em junho, após o presidente dos EUA Donald Trump decidir sobre prorrogação da permissão especial para países importarem petróleo do Irã. Há especulação de que a Rússia não esteja disposta em continuar com o plano, que é corroborada pelo não-cumprimento de suas cotas de cortes no atual plano de restrição de oferta.

O sentimento bearish encontra eco com a preocupação da Agência Internacional de Energia (AIE) com incertezas em relação à oferta ante a perspectiva de desaceleração econômica global, conforme relatório divulgado na semana passada. Mas restrição da oferta segue no radar dos bulls com a escalada do conflito na Líbia e as sanções americanas no Irã e na Venezuela.

O petróleo Brent, referência internacional do petróleo negociado em Londres, fechou em baixa de 0,5% a US$ 71,78. O petróleo WTI, cotado em Nova York, teve baixa de 0,49% a US$ 63,40.

Exterior

Os mercados acionários chineses fecharam em baixa nesta segunda-feira devido a preocupações com a desaceleração do crescimento doméstico e global, devolvendo ganhos anteriores obtidos com a maior força do empréstimo bancário e com o otimismo nas negociações comerciais entre China e Estados Unidos.

Já os índices acionários europeus encerraram em alta nesta segunda-feira, com as ações de telecomunicações e varejo liderando os ganhos uma vez que o otimismo sobre as relações comerciais entre Pequim e Washington e dados econômicos fortes da China aliviaram algumas preocupações sobre o crescimento global.

Nos EUA, por fim, os ganhos acima das expectativas do Goldman Sachs e Citigroup não foram suficiente para manter animado os índices acionários de Nova York, como na sexta-feira após a divulgação do resultado do 1º trimestre do JP Morgan. Os dois bancos reportaram nesta segunda-feira receitas menores que no trimestre anterior.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você
Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito