Cotações por TradingView

Exclusivo: Cielo rebate PagSeguro sobre vídeo com informações incorretas

Gustavo Kahil - 16/05/2018 - 15:19

Cielo

A Cielo (CIEL3) rebateu com firmeza as informações publicadas em um vídeo pela PagSeguro em sua rede social em que a concorrente chama de “pegadinha” o seu modelo de negócios e relacionamento com os clientes. Em um comunicado enviado ao Money Times, a empresa destaca que as informações levadas ao público são incorretas ao colocar lado a lado modelos de máquinas incomparáveis, o que pode levar a um entendimento equivocado.

“Enquanto a Pagseguro atua apenas com a venda de máquinas. Em casos de defeito, o cliente precisa enviar o terminal pelo correio e o reparo ou troca está sujeito a alguns problemas específicos. Para ter acesso às soluções mais atuais, o cliente do Pagseguro precisa desembolsar um novo valor para compra do equipamento”, destaca a nota da empresa, que diz oferecer garantia permanente, com manutenção presencial 24 horas, independente do problema e atualização constante das soluções.

Comparações

Continua depois da publicidade

A PagSeguro argumenta que a Cielo amplia as taxas conforme as vendas avançam, enquanto cobram uma mensalidade de R$ 69,90 quando o lojista não realiza vendas, o que também é rechaçado.

“O Pagseguro compara as suas taxas de recebimento em 30 dias com as da Cielo em dois dias. Além disso, no comparativo ele considera o percentual de 50% no débito e 50% no crédito, desconsiderando o modelo parcelado. O correto seria distribuir o percentual de vendas no débito, crédito e parcelado, seguindo o comportamento médio dos clientes”, explica a empresa.

Modelos

Outro ponto abordado pela Cielo é a relação entre os valores da Minizinha – solução do Pagseguro que recebe pagamentos por meio de celular – com a Cielo ZIP (R$69,90 por mês) – que possui chip integrado e conexão wi-fi e não precisa de celular para realizar a venda. “Nesse caso, o correto seria correlacionar a Minizinha com a Cielo Mobile (R$45,90) –  ambas dependem de celular”, destaca a Cielo.

Por fim, a nota conclui lembrando que o comparativo não considera o valor da compra da máquina do Pagseguro no primeiro ano.

Leia mais sobre: Cielo, Empresas, PagSeguro
Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você