Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Eternit fecha em alta de 72% com lançamento de telha de concreto fotovoltaica

Investing.com Brasil - 27/08/2019 - 17:26
Mesmo em recuperação judicial, a empresa realizou pesquisas dentro e fora do país no sentido de buscar tecnologias para construção civil (Imagem: Divulgação)

Por Investing.com 

As ações da Eternit (ETER3) fecharam a sessão desta terça-feira (27) em alta de 72,25%, negociadas a R$ 3,60. Na última segunda-feira (26), a empresa divulgou, por meio de fato relevante, que está lançando produtos voltados para o segmento de energia solar, em linha com sua estratégia de diversificação de portfólio.

A companhia, que está em faz de recuperação judicial, informou que realizou pesquisas dentro e fora do país no sentido de buscar tecnologias que possam ser aplicadas em novas soluções para a construção civil.

Com isso, a Eternit prepara para levar ao mercado uma telha de concreto fotovoltaica, homologada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

A companhia informa ainda que, nos próximos meses, será concluído o desenvolvimento do processo de produção industrial em sua fábrica em Atibaia (SP) e será iniciada a comercialização das telhas para clientes selecionados, antes de ser liberada a venda em todo o país.

Amianto

Em fevereiro, a Eternit comunicou a suspensão das atividades de sua controlada SAMA, mineradora que produz amianto. No texto, a companhia não deu informações sobre os eventuais impactos que a medida terá nos resultados futuros.

De acordo com a companhia, as atividades permanecem interrompidas até que o pedido de efeito suspensivo da entidade que representa o setor seja apreciado pelo Superior Tribunal de Justiça (STF) que julgou o uso de amianto no país, em 29 de novembro de 2017.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Na época, a corte declarou inconstitucional o artigo 2º da Lei federal nº 9.0 55, de 1995, que permitia a extração, industrialização, comercialização e distribuição do amianto crisotila no país.

O posicionamento do STF se deu durante o julgamento de uma lei do estado do Rio de Janeiro, mas que seu efeito vinculante se estendeu também para o artigo da lei federal.

Última atualização por Renan Dantas - 27/08/2019 - 17:53