Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Entrevista: Pi supera os 150 fundos na plataforma e planeja Previdência e ações

Investing.com Brasil - 06/09/2019 - 12:07
A Pi agregou em seu portfólio de fundos o multimercado Legacy Capital FIC FIM, que começou sua operação no ano passado (Imagem: Reprodução/Pi Investimentos)

Por Investing.com

A Pi superou a marca de 150 fundos disponibilizados em sua plataforma de investimentos em sua estratégia de facilitar o acesso a grandes gestores. A fintech do Santander (SANB11) possui acordo com mais de 50 assets e tem planos de lançar nos próximos meses a negociação direta de títulos do Tesouro e opções para Previdência.

Em conversa com o Investing.com Brasil, José Clemenceau, diretor de Parcerias Comerciais, Produtos e Operações da Pi, falou sobre os dois últimos fundos adicionados – da Legacy e Miles – e contou planos futuros da fintech.

Nesta semana, a Pi agregou em seu portfólio de fundos o multimercado Legacy Capital FIC FIM que começou sua operação no ano passado e conta com ganhos de 270% do CDI – ou 17% nos últimos 12 meses.

O valor inicial de R$ 25 mil não assustou os investidores. “A demanda foi enorme. Surpreendeu a gente”, afirmou Clemenceau. Esse está empatado no terceiro lugar de entrada mais alta na plataforma da Pi, atrás somente dos R$ 50 mil iniciais para aplicar no CA Indosuez Avant Garde Feeder 1 FIC de FIM ou no Pacifico Ações FIC FIA.

A oportunidade, segundo o diretor da Pi, é interessante. “Esse é um fundo escasso. Deve fechar de novo”.

A gestora Legacy Capital reabriu o fundo para captar R$ 350 milhões e deverá fechar novamente. O fundo possui R$ 867,8 milhões em patrimônio.

“É um fundo novo, mas conta com grande experiência dos gestores”, avalia Clemenceau. À frente da Legacy estão três ex-Santander, Felipe Guerra, Pedro Jobim e Gustavo Pessoa, e José Eduardo Araújo, com 12 anos de passagem pela Gap Asset Management.

Além do novo fundo da Legacy, a Pi também oferta o lançamento da Miles Capital, o Miles Virtus B FIC FIA, que começou a operar em março e rendeu mais de 70%. O investimento inicial é de R$ 5 mil.

“O fundo possui uma estratégia de criação de valor, com foco no longo prazo. Além disso, fazem arbitragem no curto prazo para aumentar a rentabilidade”, explica Clemenceau.

Criada em 2017, a Miles Capital tem à sua frente Fabiano Custódio, com passagem no Itaú (ITUB4) Asset, Credit Suisse e Santander.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Os dois fundos possuem taxa de administração de 1,9% e taxa de performance de 20% sobre o benchmark. O Legacy tem como parâmetro o CDI, enquanto o Miles se baseia no Ibovespa.

Nos próximos meses, a Pi pretende lançar a sua área de negócios com Tesouro Direto e de Previdência. Até o final do ano, a negociação de ações deverá estar disponível.

Última atualização por Diana Cheng - 06/09/2019 - 12:07