Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Entidade quer direito de resposta na GNT por inverdades e “baixo calão” contra o agro

Giovanni Lorenzon - 09/09/2019 - 14:52
Agronegócio atacado “levianamente” na TV pede direito de resposta (Imagem: REUTERS/Inae Riveras)

Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA) tomou por base parecer do pesquisador da Embrapa, Eduardo Delgado Assad, para pedir direito de resposta ao canal GNT pelo que considera acusações inverídicas e expressões de baixo calão contra o agronegócio durante o programa Papo de Segunda.

Outros profissionais respeitados foram acionados pela entidade em apoio ao pleito de tentar responder, levando a verdade ao público, conforme nota da entidade.

Por não ser considerado um programa humorístico, com esquetes coloquiais, onde as informações podem seguir a livre criação artística, a entidade se sente no direito de obter espaço na grade, para rebater o programa de 2 de setembro apresentado por Fábio Porchat, Emicida, Chico Bosco e João Vicente, em participação com a covidada e chef, Bela Gil.

A ABMRA contratou o escritório jurídico Coelho& Morello Advogados Associados, que tem unidade especializada em comunicação e audiovisual, para conduzir as negociações com a GNT e todo o processo por vias jurídicas, caso seja necessário.

“Essa medida foiadotada em respeito ao produtor rural, aos pesquisadores, às empresasem toda a extensão do setor ea toda a população, que precisa receber as informações corretas para saber que o campo trabalha de sol a sol, de forma séria e honesta para colocar alimentos na mesa de todos, inclusive na mesa desses apresentadores”, destaca Ricardo Nicodemos, vice-presidente executivo da ABMRA.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 09/09/2019 - 15:28