Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Enjin Coin (ENJ) em foco

07/12/2019 - 12:00
A Enjin Coin subiu 60% hoje após um anúncio de parceria bem-sucedida com a Microsoft (Imagem: Twitter)

A partir do anúncio da parceria entre Microsoft e a Enjin, o token ENJ aumentou em 60%. Foi o token mais valorizado durante toda a semana, superando os top 20 facilmente.

Agora, Enjin está classificada na 47º posição, tendo subida da 72ª entre as 100 maiores criptomoedas, com um valor de mercado de US$ 81.24 milhões. De acordo com informações da Coincap.

(Imagem: Cryptocompare)

Analisando o gráfico semanal acima, Enjin subiu significativamente nos últimos dois dias, aumentando em 60% o total. Isso fez com que ela esmagasse a resistência em 1.000 Satoshi (SAT), o que é reforçado pela EMA de 200 dias.

O ENJ continuou subindo para atingir o preço atual de negociação de cerca de 1.290 SAT – criando uma nova alta de 7 meses que não é vista desde junho deste ano.

Se os compradores continuarem a impulsionar o mercado, podemos esperar uma resistência imediata em 1.604 SAT e 1.740 SAT. Acima disso, a resistência está em 1.825 SAT.

Se os vendedores recuarem e empurrarem o mercado para baixo, podemos esperar suporte a 1.200 SAT. Abaixo disso, o suporte está localizado em 1.000 SAT (200 dias EMA), 900 SAT e 800 SAT (100 dias EMA).

O RSI está se aproximando de condições extremas de sobrecompra, o que pode ser um sinal de que o mercado pode estar superdimensionado, o que não é surpreendente quando consideramos o movimento parabólico.

O ENJ está sendo precificado desde sua inclusão ao suporte da carteira digital do Samsung S10. Assim como a Klaytn. Dois tokens de utilidade que podem experimentar forte valorização nos próximos meses. Assim como o ENJ já está experimentando agora.

(Imagem: Coincap)

No momento dessa redação, o ENJ está sendo cotado a US$ 0.10177 (6.99%) e com um volume confiável de US$ 15.73 milhões.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

 

Última atualização por Leandro França de Mello - 07/12/2019 - 10:10