Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Empresa de motéis recebe aporte e se torna o oitavo unicórnio da Coreia do Sul

Diana Cheng - 11/06/2019 - 15:19
Yanolja, conhecida por reinventar motéis, se tornou o oitavo unicórnio da Coreia do Sul após receber US$ 180 milhões da pioneira Booking Holdings Inc e do fundo soberano GIC Private Limited nesta terça-feira (11) (Imagem: Reprodução/YouTube)

A plataforma sul-coreana Yanolja, conhecida por reinventar motéis, chegou a arrecadar uma valorização correspondente a US$ 1 bilhão por parte de investidores ansiosos por capitalizar modelos de acomodação de curto prazo. A informação foi concedida à Reuters pelo chefe-executivo da startup.

A empresa se tornou o oitavo unicórnio da Coreia do Sul. Ela conseguiu ultrapassar a marca após receber US$ 180 milhões da pioneira Booking Holdings Inc e do fundo soberano GIC Private Limited nesta terça-feira (11).

Segundo o CEO Kim Jong-yoon, está prevista para o próximo ano a realização de uma oferta pública inicial (IPO).

Continua depois da publicidade

“Posso dizer orgulhosamente que transformamos a indústria”, complementou o executivo.

Os motéis têm se destacado no mercado mais amplo, justamente por oferecer privacidade durante poucas horas por um custo mínimo.

Ainda assim, a empresa já enfrentou problemas envolvendo a sua reputação por ter sido associada a casos extraconjugais, prostituição e câmeras escondidas. Pensando em eliminar o estigma envolvendo o seu nome, a Yanolja está investindo pesadamente em hotéis franquiados de baixo custo, fazendo questão de chamar a atenção não só jovens casais, como também de turistas à procura de uma acomodação de curto prazo.

“Antigamente, muitas pessoas não conseguiam ir a motéis por vergonha”, afirmou Jong-yoon. “Mas até recebemos hóspedes que estão viajando. Essa é a maior mudança”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Necessidade de expansão

Apesar do crescimento, Lee Hoon, professor de turismo da Hanyang University, acredita que a Yanolja terá que se expandir caso queira se manter em destaque no mercado.

“O mercado doméstico não é grande o suficiente. Yanolja só consegue sobreviver caso se torne global e cresça”, pontuou Hoon.

A visão expansionista, por sua vez, já está nos planos da empresa. Yanolja pretende expandir em hotéis no sudeste da Ásia, onde investiu US$ 15 milhões em quartos ZEN no ano passado. Dessa forma, a plataforma sul-coreana se tornou concorrente direta da Oyo, operadora do mesmo ramo e de origem indiana apoiada pela Airbnb e pela corporação SoftBank Group.

A Yanolja espera aumentar suas ofertas e melhorar a qualidade de serviços usando recursos tecnológicos, como inteligência artificial e o IoT (Internet of Things).

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você