Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Embraer opera em queda após divulgação de novos acordos e projeções para o mercado

Investing.com Brasil - 18/06/2019 - 13:11
Embraer
Ações são negociadas com queda de 0,48% a R$ 18,68 (Imagem: Divulgação)

Por Investing.com

No começo da tarde desta terça-feira na bolsa paulista, as ações da Embraer (EMBR3) são negociadas com queda de 0,48% a R$ 18,68, depois de ter alcançado a máxima de R$ 18,95. A fabricante brasileira informou que prevê demanda de 10.550 novas aeronaves com até 150 assentos em todo o mundo para os próximos 20 anos, no valor de US$ 600 bilhões, durante a 53ª edição do Paris Air Show International e divulgada em comunicado ao mercado.

De acordo com cálculos da fabricante brasileira de aviões, o crescimento do mercado impulsionará 55% da demanda total, enquanto os 45% restantes serão entregues para substituir aeronaves antigas no período de 2019 a 2038. A América Latina terá uma participação de 11% na demanda total prevista pela empresa.

Continua depois da publicidade

Também no salão de Paris, a Embraer divulgou que assinou contrato com a japonesa Fuji Dream Airlines (FDA) para dois jatos E175, no valor estimado de US$ 97,2 milhões, com base em preços de lista de 2019. A companhia destaca que o pedido já estava incluído na carteira de pedidos (backlog) da Embraer do primeiro trimestre como “cliente não divulgado”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A FDA e a Embraer também assinaram uma extensão do Programa Pool para cobrir a frota de E170 e E175, incluindo esses novos pedidos. O programa cobre substituições programadas e gestão de manutenção de mais de 300 partes importantes da aeronave.

A fabricante também fechouc ontrato com a companhia aérea Binter, da Espanha, para dois jatos E195-E2 adicionais, confirmando os direitos de compra do contrato original, firmado em 2018, conforme comunicado ao mercado. A encomenda tem valor de US$ 141,8 milhões, e será incluída na carteira de pedidos (backlog) da fabricante brasileira de aeronaves do segundo trimestre deste ano.

De acordo com o comunicado, a Binter receberá seu primeiro jato E195-E2 no segundo semestre de 2019, tornando-se o primeiro cliente europeu do maior modelo dos E-Jets E2. A companhia aérea configurará as aeronaves com 132 assentos.

Última atualização por Diana Cheng - 18/06/2019 - 13:13