Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Embraer: Mercado não precifica Boeing e elevamos recomendação para compra, diz UBS

Valter Outeiro da Silveira - 12/09/2019 - 12:14
Analistas elevam recomendação e preço-alvo para os papeis (Imagem: Divulgação/Embraer)

O UBS elevou a recomendação das ADRs (American Depositary Recepits) da Embraer (EMBR3) nesta quinta-feira (12), de neutro para compra, assim como o preço-alvo dos mesmos, de US$ 22,00 para US$ 23,00.

Caso se materializem as projeções, os papeis poderão subir 24,7%, de acordo com o último fechamento. No cenário mais otimista, a ação poderia chegar a R$ 28 – potencial de valorização de 51,9%.

“Tendo em vista a cotação atual da ação e as melhoras não noticiadas em relação à fusão com a Boeing, estamos muito otimistas com a empresa”, apontam os analistas Myles Walton, Louis Raffetto e Emilee Deutchman, em relatório obtido pelo Money Times.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Fusão em foco

Para o banco, o mercado não precificou a possível operação com a empresa norte-americana. “Enquanto visualizamos o potencial de fechamento do acordo com a Boeing para o final de 2019, não enxergamos risco significativo de ser bloqueado”, afirma o UBS.

Segundo os cálculos dos analistas, a operação adicionaria US$ 18 à ADR pelos ganhos na aviação executiva. Desta forma, “com as ações sendo negociadas próximo do patamar de US$ 18, ou os investidores avaliam que o acordo entrará em colapso ou a aviação executiva e o segmento de defesa possuem valor zero”.

Os analistas também destacam que a margem Ebitda (relação entre geração operacional de caixa e receita líquida) entre 2% a 5% é conservadora, pelos seguintes motivos: melhora na divisão executiva; desenvolvimento positivo das receitas do caça KC-390 e contribuição da margem Ebit de serviços.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 12/09/2019 - 12:14