Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Eletrobras revê orçamento por atraso em projetos como linhão de Roraima, diz CEO

Reuters - 13/08/2019 - 16:44
Energia Eletrobras
A Eletrobras somou aportes de 577,7 milhões de reais no segundo trimestre e de 1 bilhão no acumulado do ano (Imagem: Facebook ofical Eletrobras)

A estatal Eletrobras (ELET3 )não conseguirá realizar os 5,7 bilhões de reais em investimentos inicialmente planejados para 2019, devido ao avanço mais lento de alguns projetos, como um linhão de transmissão entre Roraima e o Amazonas, disse nesta terça-feira o presidente da companhia, Wilson Ferreira Jr.

“Eu acredito que a gente tenha que rever uma parte do nosso orçamento para baixo, por conta desse deslocamento em termos de cronograma de algumas obras”, disse o executivo, durante teleconferência com investidores sobre os resultados.

Segundo ele, os investimentos neste ano devem ficar ligeiramente abaixo de 5 bilhões de reais.

A Eletrobras somou aportes de 577,7 milhões de reais no segundo trimestre e de 1 bilhão no acumulado do ano, o que representa apenas 19% do total previsto.

Apenas a demora na licença para as obras do linhão de Roraima resultou em 139 milhões em investimentos programados e não realizados, de acordo com a Eletrobras.

O presidente da estatal destacou ainda que a Eletrobras fechou o segundo trimestre com relação entre dívida líquida e geração de caixa de 2 vezes, ou 2,6 vezes se desconsideradas indenizações que a empresa tem a receber nos próximos anos pela renovação de contratos antigos de transmissão (RBSE).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Ferreira havia se comprometido a levar a alavancagem, sem indenizações, para nível inferior a 3 vezes ao divulgar o Plano de Negócios da companhia.

“Finalmente atingimos nossa meta”, afirmou o executivo.

A alavancagem sem as indenizações havia fechado 2018 em 3,1 vezes e encerrado o primeiro trimestre em 3 vezes.

Última atualização por Bruno Andrade - 13/08/2019 - 16:44