Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Eletrobras avança com privatização voltando a ser prioridade para o governo

Investing.com Brasil - 21/03/2019 - 11:34
Empresa teve alta de 1,45% nesta manhã de quinta-feira (Beth Santos/Secretaria-Geral da PR)

Por Investing.com

As ações da Eletrobras (ELET3) operam com alta de 1,45% a R$ 36,47 e lideram os ganhos do Ibovespa na manhã desta quinta-feira. O mercado reage com otimismo às notícias de que o governo tenta viabilizar a privatização da estatal ainda neste ano.

Ibovespa pode ter 2 estreantes em abril; Taurus entra no IBrX 100

Algo parecido com o que aconteceu no último ciclo de alta da Bolsa está prestes a se repetir. Veja como é possível ganhar ate +2.691% com estes ativos

O principal objetivo é o reforço do Tesouro Nacional, além de elevar o ânimo dos investidores. A notícia vem depois de uma série de contradições internas, como que a venda da companhia seria realizada somente em 2020 ou que a privatização seria substituída pela capitalização.

Agora, os ministérios da Economia e de Minas e Energia decidiram colocar o pé no acelerador na tentativa de viabilizar uma solução ainda este ano. O modelo deve ser definido até junho. A previsão é que a arrecadação chegue R$ 12,2 bilhões.

Em entrevista ao jornal o Estado de S. Paulo a sectária executiva do ministério de minas e energia disse que o ideal é a capitalização (ABR/Agência Brasil)

Em entrevista ao Estadão, a secretária executiva do Ministério de Minas e Energiae Marisete Pereira, disse que o modelo mais adequado ainda é o de capitalização. Com isso, o governo, que hoje é dono de 60% das ações, faria uma nova emissão, para reduzir a fatia da estatal para 40%.,

Com isso, o governo deixaria de ter o controle da Eletrobras, mas manteria uma fatia considerável por meio ações especiais Golden share.

Caso se confirme, será o mesmo modelo proposto pelo governo de Michel Temer, mas a União ainda estuda a melhor forma de “blindar” as subsidiárias Eletronuclear e Itaipu, que precisam permanecer sob controle estatal. Isso porque a exploração é monopólio constitucional da União, enquanto Itaipu é uma binacional em sociedade com o Paraguai.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você
Exclusivo: Método de Luiz Barsi é revelado em curso inédito