Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

EDF alerta para componentes de reatores com qualidade inferior

Bloomberg - 10/09/2019 - 13:28
Anúncio de componentes de qualidade inferior em reatores da empresa é mais um golpe para o setor nuclear na França, diz Bloomberg (Imagem: Martin Barzilai/Bloomberg)

A Electricité de France, maior geradora de energia francesa, disse que alguns de seus reatores podem conter componentes de qualidade inferior.

A EDF não informou se algum dos 58 reatores instalados no país precisará sair de operação, mas os preços da eletricidade subiram antecipando paralisações. O anúncio é mais um golpe para o setor nuclear na França, que depende mais da energia atômica do que qualquer outro país.

Os repetidos problemas da EDF com a qualidade dos componentes de seus reatores, que incluem soldas com defeito em seu principal projeto de Flamanville e anomalias nos registros de fabricação na usina de Creusot, reforçam as crescentes preocupações globais sobre utilizar a energia nuclear como alternativa às poluentes usinas de combustíveis fósseis. Além de questões antigas sobre a segurança de reatores após os acidentes de Chernobyl e Fukushima, há dúvidas sobre a viabilidade econômica da energia nuclear à medida que os custos das fontes renováveis diminuem.

“As regras de segurança pós-Fukushima são tão rigorosas que paralisações não planejadas se tornam cada vez mais frequentes”, disse Tancrede Fulop, analista da Morningstar.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Normas Técnicas

Framatome, uma fornecedora francesa de equipamento atômico comprada pela EDF e sócios há quase dois anos, comunicou “um desvio das normas técnicas que regem a fabricação de componentes de reatores nucleares”, disse a EDF em comunicado na terça-feira. “São componentes em serviço, bem como novos componentes que ainda não foram instalados em nenhum local”, acrescentou a empresa, com sede em Paris.

As empresas estão analisando um processo introduzido pela primeira vez há mais de uma década na usina de Saint-Marcel, na Borgonha, disse por telefone Remi Calvet, chefe de comunicações da Framatome.

O incidente não ajuda a imagem da EDF, que busca construir usinas nucleares no exterior, disse o analista da Bloomberg Intelligence, Elchin Mammadov, em nota. “Os problemas técnicos relacionados à fabricação de componentes de reatores nucleares pela Framatome podem afetar a produção nuclear da EDF”, semelhante ao impacto causado pelas irregularidades da Creusot, disse.

Última atualização por Diana Cheng - 10/09/2019 - 13:28