Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Dólar tem maior alta em mais de 7 meses e fecha a R$ 4,08 após megaleilão de petróleo

Reuters - 06/11/2019 - 18:03
O dólar à vista fechou em firme alta de 2,22%, a 4,0818 reais na venda (Imagem: Pixabay)

O dólar inverteu a tendência que registrava no início da manhã e encerrou a sessão nesta quarta-feira com um firme avanço frente ao real, diante da frustração de investidores com a fraca participação de empresas estrangeiras no megaleilão da cessão onerosa.

O dólar à vista fechou em firme alta de 2,22%, a 4,0818 reais na venda, maior variação percentual diária desde 27 de março (2,27%).

Na B3, o dólar futuro operava em alta de 2%, a 4,0805 reais.

O leilão, que ofertava quatro áreas do excedente da cessão onerosa, frustrou as expectativas do mercado que contava com uma maior participação de empresas estrangeiras colaborando com a entrada de fluxo cambial no país.

A Petrobras (PETR4) arrematou dois blocos, incluindo o mais caro do leilão, Búzios, fazendo oferta de 61,38 bilhões de reais para ter 90% de participação nessa área –as chinesas CNODC e CNOOC ficaram com o restante, com 5% cada. Os blocos Sépia e Atapu não receberam nenhuma oferta.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Há frustração em relação ao leilão, com a Petrobras levando 90% do consórcio de Búzios”, disse Flavio Serrano, economista sênior do banco Haitong. “Havia expectativa de maior participação de empresas estrangeiras.”

O dólar chegou a operar na marca de 3,9762 reais na mínima pela manhã, antes do início do leilão de excedentes da cessão onerosa.

No exterior, também repercutiu a notícia de que uma reunião entre os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, para assinar um acordo comercial pode ser adiada até dezembro, segundo uma fonte.

Outras divisas de risco registraram sessão mista, com o peso mexicano se desvalorizando contra o dólar, enquanto a lira turca mostrava leve avanço.

Última atualização por Bruno Andrade - 06/11/2019 - 18:04